Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Há dois miúdos portugueses nos “60 mais promissores do mundo” do “The Guardian”

Ronaldo Camará, do Benfica, e Joelson Fernandes, do Sporting, fazem parte da lista que o jornal inglês elaborou, considerando apenas jogadores nascidos em 2003

Tribuna Expresso

PATRICIA DE MELO MOREIRA

Partilhar

Todos os anos o jornal inglês “The Guardian” elabora uma lista dos jovens futebolistas mais promissores do mundo. Tem sido assim desde 2014 e dessa lista fazia parte Rúben Neves, atualmente no Wolverhampton, e que ainda ontem jogou pela seleção principal de Portugal.

Este ano, de entre os 60 jogadores que mais prometem no mundo do futebol, há dois portugueses: Ronaldo Camará, que joga no Benfica, e Joelson Fernandes, dos rivais de Alvalade.

Ronaldo Camará nasceu na Guiné Bissau mas mudou-se para Portugal com oito anos. Foi recrutado para o Sporting num parque perto do Estádio José Alvalade. Quem o viu percebe de bola: Aurélio Pereira, que descobriu Futre, Figo ou Cristiano Ronaldo. Três anos depois, Camará decidiu trocar o Sporting pelo Benfica. Já de encarnado perdeu a final da UEFA Youth League para o Real Madrid, em agosto passado.

Joelson Fernandes é ligeiramente mais mediático, uma vez que já foi associado a alguns dos maiores clubes europeus. Mas o jogador acaba de renovar com o Sporting, ficando com uma cláusula de rescisão de 60 milhões de euros. Curiosamente, Joelson também nasceu na Guiné Bissau. Veio para Portugal com 11 anos e treinou com a primeira equipa do Sporting aos 16. Em julho passado, tornou-se o terceiro jogador mais jovem a jogar pela equipa principal do Sporting.