Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Carlos Queiroz: “Se todos os homens que levam umas 'murraças' das mulheres fossem para a imprensa falar, o mundo estava f..."

O selecionador da Colômbia pensava que os microfones estavam desligados e foi apanhado em declarações polémicas numa conferência de imprensa

Tribuna Expresso

Suhaib Salem

Partilhar

O antigo selecionador português, atualmente ao serviço da Colômbia, está envolvido numa polémica por causa de um comentário que fez durante uma conferência de imprensa, quando pensava que os microfones estavam já desligados. Queiroz disse que “se todos os homens que levam umas ‘murraças’ das mulheres fossem para a imprensa falar, o mundo estava f…”.

A certa altura uma jornalista questionou o técnico por este ter convocado o jogador Sebastián Villa, que foi acusado de violência doméstica pela namorada. Queiroz demarcou-se imediatamente do caso: “A mim pagam-me para saber se [o jogador] tem qualidades para chegar à seleção da Colômbia. Não sou uma instituição, sou um treinador nacional”.

Até aí tudo bem. No entanto, quando julgava que os microfones estavam desligados, o português comentou a situação com o diretor de comunicação da federação colombiana. As declarações de Queiroz não foram bem recebidas, obrigando Carlos Queiroz a reagir de forma algo enigmática: “Perante qualquer mal-entendido, (…) reafirmo pública e inequivocamente (…) a convicção de que qualquer juízo e condenação mediática não substitui a função primordial da justiça".