Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Revista de Imprensa

Nos jogos da Premier League os adeptos têm de usar máscara, não podem cantar muito e nada de abraços

Em qualquer partida da Premier League, para haver adeptos, estes terão de usar máscaras o tempo todo. A experiência vai ser feita este fim de semana como parte de um plano para voltar a ter público nas bancadas, embora com o limite de um terço da capacidade dos recintos

Tribuna Expresso

Andrew Powell/Getty

Partilhar

As regras, que incluem a medição da temperatura à chegada ao estádio, vão ainda mais longe do que as ordens do Governo. Os adeptos serão avisados para não cantarem ou gritarem demasiado, não se sabendo como as autoridades vão conseguir quantificar os cânticos e os gritos. Abraços e mesmo “high fives” estão fora de questão.

Depois de uma reunião de acionistas da Premier League na quinta-feira, as regras definidas fazem parte de um plano mais completo para mostrar ao Governo que o futebol consegue lidar em segurança com o regresso dos fãs. Se, como se diz, a vacina estiver disponível em breve, os responsáveis pela competição creem que alguns jogos poderão ter aproximadamente 20.000 espetadores mais para o fim da época.

Os fãs serão desaconselhados de usar as casas de banho do recinto “nas horas mais concorridas”, ou seja no intervalo e no fim do jogo, e aconselhados a ficar nos seus lugares durante o jogo. O comité de administradores insiste que os adeptos não estão autorizados a tirar a máscara, mesmo sentados e respeitando a distância de segurança.

Os dirigentes da Premier League têm esperança de que o Governo lhes permita usar alguns jogos como “pilotos” para que haja dados o mais depressa possível e o número de adeptos nos estádios possa aumentar em 2021.