Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Revista de Imprensa

Um regresso para onde Pogba já foi feliz: Juventus. Será desta?

O “Daily Mail” diz que o internacional francês teve uma conversa franca e aberta com Solskjaer sobre o facto de ter sido suplente na derrota com o RB Leipzig, que pôs os Red Devils fora da Liga dos Campeões

Tribuna Expresso

ALASTAIR GRANT

Partilhar

O regresso de Paul Pogba à Juventus parece cada vez mais provável e deverá acontecer já em janeiro. O francês ficou de fora do onze inicial do Manchester United no jogo que os Red Devils perderam para o RB Leipzig e que os eliminou da Liga dos Campeões.

Segundo o jornal inglês “Daily Mail”, o francês teve uma conversa construtiva com o seu treinador sobre o facto de ter ficado no banco naquele que era o jogo mais importante da época até agora. Pogba mantém uma boa relação profissional com Solskjaer e a conversa terá sido cordial.

O internacional francês foi a jogo aos 61 minutos, quando o resultado era de 3-0 a favor dos alemães. Pogba foi preponderante no lance que originou o penálti convertido por Bruno Fernandes e marcou o golo que relançou a esperança do clube inglês, mas que acabou por fixar o resultado em 3-2.

O empresário do jogador, Mino Raiola, já tinha feito comentários acerca da utilização de Pogba por Solskjaer. Raiola disse que o jogador, de 27 anos, tem mesmo de deixar Old Trafford.

Parece certo que a Juventus tem interesse em recuperar Pogba. A questão fundamental é a quantia que o clube de Turim terá de pagar para contratar o francês, tendo em conta o impacto financeiro da pandemia do novo coronavírus.

Na prática, o United tem duas janelas de transferências para impedir que o jogador, que fez parte da formação no clube, seja livre para assinar por quem quiser. O contrato que liga Pogba ao Manchester United expira em 2022. Para evitar essa situação, o clube pondera abrir-lhe as portas de saída já em janeiro.

No imediato, o clube de Old Trafford prepara o dérbi de Manchester, no próximo sábado, um jogo que é levado muito a sério pelos adeptos de ambas as equipas. Poderá ser mais um teste para Solskjaer mas também uma oportunidade para ver se Pogba entra no onze inicial ou ficará, mais uma vez, sentado no banco de suplentes.