Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Arteta, a crise no Arsenal e os jogadores: “Sejam lutadores e não vítimas”

O técnico dos Gunners quer ver mais garra numa equipa com o pior início da temporada em 46 anos

Tribuna Expresso

John Walton - PA Images

Partilhar

Mikel Arteta dirigiu palavras duras às estrelas do Arsenal para que estes finalmente percebam o perigo da descida de divisão, apesar de estarmos ainda longe do final da temporada. O facto de este ser o pior começo de temporada dos Gunners em 46 anos mostra bem como está o clube londrino.

O técnico basco precisa de uma mudança radical no comportamento dos seus jogadores, depois de sete jogos consecutivos sem ganhar. O seu lugar também poderá estar em risco, o que aumenta a pressão sobre os ombros de Arteta, que já admitiu que a despromoção é uma ameaça real.

“Gosto de olhar à minha volta (…) e ver lutadores,” disse o técnico hoje de manhã, na antevisão ao jogo de terça-feira com o Manchester City, a contar para os quartos de final da Carabao Cup (Taça da Liga). “Normalmente, quando estas coisas acontecem, tens dois tipos de pessoas: lutadores e vítimas. Só precisas dos lutadores, não queres vítimas,” explicou Arteta.

Apesar da pressão por parte dos adeptos, que deixam recados maioritariamente nas redes sociais, Arteta diz que não presta atenção aos comentários online. “Se eu começar a ler todos os comentários, seja positivos ou negativos, enlouqueço. A minha sugestão aos jogadores é exatamente a mesma.”

“O ambiente no clube é tão bom quanto possível quando estamos a sofrer. Todos estão preocupados e todos estão a sofrer neste momento porque queremos muito mais. A união está cá. Mas há 100% de união à volta do clube? É impossível em qualquer clube, mesmo quando ganhas,” admitiu o técnico.

Apesar de tudo, Arteta mostra-se confiante em relação ao apoio da direção do Arsenal. “Dentro do clube, sinto apoio, encorajamento e total confiança de que vamos ultrapassar isto tudo juntos,” insistiu Arteta, que antes de ser treinador, foi jogador do clube do Norte de Londres.