Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Zivkovic: “O golo ao Benfica foi uma sensação estranha, sentia aquele rancor sérvio de mostrar-lhes que tinham errado comigo”

Andrija Zivkovic chegou ao Benfica como promessa, depois tornou-se um fardo pesado e rumou à Grécia. Pouco depois, marcou um golo ao antigo clube

Tribuna Expresso

Gualter Fatia / Getty

Partilhar

O sérvio Andrija Zivkovic, ex-jogador do Benfica, atualmente no PAOK, conversou com o portal “Mozzart Sport”. Durante a conversa, como não podia deixar de ser, recordou o golo marcado ao Benfica, pouco tempo depois de ter deixado a Luz.

“Foi uma sensação estranha, claro, sentia aquele rancor sérvio de mostrar-lhes que tinham errado comigo. Claro que, por respeito ao clube, não quis festejar, mas esse golo foi um sinal de que tinha escolhido o caminho certo,” disse o sérvio.

Foram quatro anos de águia ao peito para aquele que ainda hoje é considerado um dos grandes talentos do seu país. Zivkovic, de 24 anos, recordou o período passado no Benfica: “Sei que pode parecer estranho, mas acho que não tive a oportunidade certa no Benfica. Ou melhor, tive, mas depois fui afastado e não joguei. Desconheço o motivo. Sempre dei 100 por cento de mim, sempre me dediquei ao máximo nos treinos”.

Satisfeito com a mudança para a Grécia, Zivkovic mantém a confiança no futuro: “Ainda sou jovem, o melhor período ainda está para vir. (…) Não quero fazer nada estúpido agora. O mais importante para mim é jogar e é por isso que acho que fiz uma ótima escolha ao vir para o PAOK”.