Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Guardiola debaixo de fogo por defender jogador que quebrou as normas da Covid-19 e fez festa para celebrar a chegada de 2021

A atitude do treinador do Manchester City ao defender Benjamin Mendy depois de este ter quebrado o protocolo da pandemia deixou os fãs furiosos. O jogador francês contratou um chef e convidou amigos para uma festa na sua mansão

Tribuna Expresso

Simon Stacpoole/Offside

Partilhar

Mendy desrespeitou as regras impostas pelo Governo inglês ao convidar dois amigos e contratar um chef para a noite passagem de ano. A mistura de pessoas provenientes de diferentes casas está proibida neste momento.

O Manchester City está a investigar a atitude de Mendy, que aconteceu três dias depois de um surto de Covid19 que impediu a realização do jogo entre os Citizens e o Everton. Entretanto, Guardiola decidiu convocar Mendy para o jogo de domingo com o Chelsea e defendeu com veemência o francês de 26 anos.

Guardiola disse: “O Benjamin já teve Covid19 no passado, tem sido testado todos os dias, tal como os outros jogadores. Ele já explicou, sabe o que fez e vai aprender no futuro. (…) Ele é parte do grupo, é um dos mais queridos no nosso grupo e tem um grande coração”.

O treinador catalão não ficou por aqui: “Eu gostaria de ver quantas pessoas o vão agora julgar e ver se têm as boas intenções que ele tem. (…) Ele tem de aprender algumas coisas. Gostaria de saber quantas pessoas fizeram o mesmo na passagem de ano mas, normalmente, nesta sociedade, julgamos os outros quando devíamos julgar-nos a nós próprios”.

Apesar de ter admitido que Mendy “quebrou as regras”, Guardiola está agora debaixo de fogo por ter defendido o francês. As redes sociais, como é habitual, foram palco da fúria dos adeptos depois do discurso controverso do catalão.