Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

O "L'Équipe" investigou o futebol português para conhecê-lo melhor. Só que pela negativa

O futebol português é notícia no jornal desportivo francês “L’Équipe”, que fez “uma espécie de quem é quem” do nosso campeonato, não propriamente pela positiva. O jornal parte das cinco investigações do Ministério Público e da Autoridade Tributária às suspeitas de fraude fiscal qualificada e branqueamento de capitais

Tribuna Expresso

JOSÉ COELHO

Partilhar

Desta vez não é um golaço de Ronaldo, um pormenor de João Félix ou um bom jogo de Bernardo Silva. O “L’Équipe” fala do futebol português no negativo, partindo das histórias de que todos ouvimos falar mas não estamos habituados a ver retratadas na imprensa estrangeira.

O jornal gaulês parte de uma lista que inclui aproximadamente 40 indivíduos e empresas, desde presidentes de clubes, agentes, empresários a empresas e “várias dezenas de jogadores de futebol,” como cita “A Bola”. A revista “Sábado”, que publica o trabalho do desportivo francês, realça o facto de esta investigação ser baseada em informação divulgada por Rui Pinto.

De acordo com “A Bola”, o processo-crime mais avançado é o que visa o FC Porto e o seu presidente, com oito inquéritos iniciados em 2017/18. Estarão em causa os negócios de pelo menos 15 jogadores: Jackson Martínez, Iker Casillas, Radamel Falcao, James Rodríguez, Imbula, Mangala e Danilo Pereira. A Autoridade Tributária estima que a vantagem patrimonial consequente destes negócios será de 20 milhões de euros.

Há também referência aos presidentes António Salvador, do Sporting de Braga, e Luís Filipe Vieira, do Benfica. Jorge Mendes também é referido, juntamente com a sua mulher. O advogado Carlos Osório de Castro, que trabalha com a Gestifute e Cristiano Ronaldo, o antigo jogador do Benfica e do Sporting, Dimas, agora empresário, são igualmente visados na megaoperação.

A nível de clubes, o “L’Équipe” refere que Sporting, Marítimo, Estoril, Vitória de Guimarães e Portimonense estão entre os visados pela investigação.