Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Rúben Dias em estado de graça: “Uma exibição para homem do jogo” no dérbi de Manchester, que o City venceu

O central fez um corte crucial, que impediu o golo de Rashford, nunca comprometeu, ajudou o jovem Zinchenko e até as suas investidas atacantes mereceram rasgados elogios

Tribuna Expresso

Matt McNulty - Manchester City

Partilhar

Há mais um português nas boas graças da exigência imprensa britânica. O antigo jogador do Benfica, Rúben Dias, foi o jogador em destaque no dérbi de Manchester, atraindo rasgados elogios por parte de variados órgãos de comunicação e, quiçá mais importante, do próprio treinador Pep Guardiola.

O “The Independent” sublinhou o corte “tremendo” que o português fez e que negou o golo a Marcus Rashford, ainda na primeira metade do jogo. O jornal dá 8 em 10 ao central da seleção e refere que Rúben Dias “continuou a impressionar durante todo o jogo”.

Numa perspetiva local que não poderia faltar num dos mais importantes dérbis de Inglaterra, o “Manchester Evening News” não hesitou em publicar que Rúben Dias teve "uma exibição incrível, esteve sempre presente quando a área do City estava a ser ameaçada”. Até no ataque o defesa mereceu elogios: “Também chegou ao ataque e nunca comprometeu,” concluindo que o jogador formado no Seixal é “uma contratação promissora para o futuro”.

Também na televisão, nomeadamente na Sky Sports, o futebolista português mereceu elogios, apesar de ter sido realçado um “erro inicial”, ainda que “rapidamente subiu de forma”. O canal desportivo elogiou a forma como Rúben Dias “ajudou o menos experiente Zinchenko, do lado esquerdo”. A Sky Sports termina dizendo que Dias fez “uma exibição de homem do jogo”.

Como tem vindo a ser habitual, Pep Guardiola não escondeu a admiração pelo central português. “O Rúben vive o futebol ao longo das 24 horas do dia e está a dar-nos algo especial.” O técnico do City agradeceu ao diretor de futebol do Manchester City e ao clube por terem contratado o jogador, que “será extraordinário por muitos anos".