Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

O Aston Villa pondera apresentar as reservas no jogo com o Liverpool para a FA Cup. Tudo por causa da Covid-19

A Taça de Inglaterra enfrentou o caos na quinta-feira, depois de um surto grande de coronavírus no Aston Villa deixou o clube de Birmingham sem jogadores para formar uma equipa e receber o Liverpool hoje, sexta-feira

Tribuna Expresso

Matthew Ashton - AMA

Partilhar

O jogo do Southampton com o Shrewsbury, no sábado, foi cancelado devido a um número elevado de casos no clube da League One. O Aston Villa quer que o jogo aconteça e pondera apresentar uma equipa com jogadores sub23 e sub18.

Quanto à primeira equipa, incluindo Dean Smith e a sua equipa técnica, estará em isolamento, longe do Villa Park. A equipa de recurso para o jogo com o Liverpool foi testada na quinta-feira e será utilizada caso os resultados dos testes sejam negativos. O treinador dos sub23, Mark Delaney, orientará o conjunto. Caso haja casos positivos, é pouco provável que o jogo aconteça.

Segundo o “Daily Mail”, ao insistir em jogar em vez de pressionar o adiamento, o Aston Villa está a comprometer as suas hipóteses de continuar em prova. Mas a FA deixou bem claro que qualquer clube que consiga juntar uma equipa de 14 jogadores deve jogar. Outro entrave é o calendário apertadíssimo das equipas inglesas.

A FA e o Aston Villa emitiram um comunicado conjunto na quinta-feira: “A Football Association e o Aston Villa estão a trabalhar juntos para tentar assegurar que o jogo da terceira ronda [da FA Cup] possa acontecer como planeado, no Villa Park. A confirmação final será feita na sexta-feira, dependendo dos resultados dos testes à Covid19”.

O clube de Birmingham testou os jogadores da primeira equipa na segunda-feira e voltou a testar na quarta, com um número considerável de casos positivos a serem confirmados. Os jogadores não treinam desde terça-feira. Por treinarem numa zona afastada dos campos da primeira equipa, as camadas jovens do Aston Villa dão alguma esperança ao clube de não estarem infetadas.