Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Revista de Imprensa

Mesut Ozil: “Retirar-me ou jogar no Tottenham? Essa é fácil. Retirar-me”

De antigo internacional alemão, estrela do futebol mundial, o jogador do Arsenal passou a suplente não utilizado pelo treinador Mikel Arteta

Tribuna Expresso

Stuart MacFarlane/Getty

Partilhar

O alemão Mesut Ozil está há muito tempo fora das opções de Mikel Arteta no Arsenal. O jogador de 32 anos respondeu a algumas perguntas dos adeptos no Twitter.

Ozil está no Arsenal desde 2013, criou uma relação especial com os adeptos, principalmente antes de ser posto de lado pelo clube londrino. No entanto, o médio mostrou que ainda vive a rivalidade com os outros clubes da cidade de Londres. Questionado sobre a possibilidade de rumar ao Tottenham se essa fosse a única opção, Ozil não teve dúvidas: “Retirar-me ou jogar no Tottenham? Essa é fácil. Retirar-me”.

O jogador acabou por falar sobre a sua situação no clube, embora não tenha entrado em detalhes. “Tive muitos altos e baixos mas nunca irei arrepender-me da decisão de ter vindo para o Arsenal. Para ser sincero, diverti-me muito nos últimos jogos que fiz antes da pausa devido à pandemia e pensava que as coisas estavam a ir no caminho certo. Infelizmente, no regresso do futebol, tudo mudou.”

Ozil ainda chegou a ser orientado por Arsène Wenger, de quem mantém boas memórias: “É um treinador especial na minha carreira e tenho muito respeito por ele. É um enorme treinador, ganhou vários títulos e, acima de tudo, é uma pessoa honesta. Ligo-o aos meus maiores sucessos no Arsenal e vou sempre lembrar-me dele de forma positiva”.

A pergunta que todos fazem há pelo menos uma década é: Ronaldo ou Messi? Nem Ozil escapou à questão, sendo que, neste caso, trata-se de um ex-companheiro de equipa, já que o alemão jogou com o português no Real Madrid. "Messi provou ser um dos melhores de todos os tempos em Espanha, mas Ronaldo foi sempre o melhor em todos os países em que jogou," disse o jogador do Arsenal,