Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Tuchel pode não ter ganho a Nuno Espírito Santo mas já quebrou vários recordes. Pista: tem a ver com passes

24 horas depois de ser apresentado, Thomas Tuchel orientou a equipa frente aos Wolves de Nuno Espírito Santo. Não ganhou, é certo, mas também não perdeu e bateu vários recordes

Tribuna Expresso

Michael Regan - UEFA

Partilhar

É todo um mundo novo para Thomas Tuchel que, há pouco mais de 24 horas, ainda não tinha sido apresentado como novo treinador do Chelsea. Mas o alemão chegou, orientou o treino e passou imediatamente à ação, frente ao Wolverhampton e a Nuno Espírito Santo.

É certo que o Chelsea não ganhou, mas também não perdeu. Não marcou golos mas também não os sofreu. As balizas permaneceram invioladas durante os 90 minutos, o que fez com que cada uma das equipas saísse dali com um ponto, depois do 0-0.

Apesar do resultado pouco emocionante, o jornal “A Bola” analisou o jogo de estreia de Tuchel e diz que há estatísticas para analisar, inclusive alguns recordes para celebrar. Ao longo da partida, os jogadores do Chelsea fizeram um total de 820 passes, o que é “um recorde absoluto da equipa desde 2003/04”.

Segundo a empresa britânica de estatística, Opta, só na primeira parte, os pupilos de Tuchel fizeram 433 passes, o que aparentemente é um recorde da Premier League. Mais uma vez o número a ser batido correspondia à época de 2003/04, quando Mourinho comandava os Blues.

O primeiro jogo do alemão à frente do Chelsea terminou com 78,9% de posse de bola para os Blues. Essa percentagem representa também um recorde interno. Ou seja, para já, Tuchel não pode dizer que foi mal recebido pelos seus novos jogadores.