Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Revista de Imprensa

Quem é Paul Canoville e qual o seu significado para o Chelsea?

O primeiro jogador negro da história do Chelsea está no hospital, em estado crítico. Após o final da carreira de futebolista, Paul Canoville tem sido um lutador antirracista cujos admiradores ultrapassam largamente a esfera do clube em que se notabilizou

Tribuna Expresso

Darren Walsh

Partilhar

Paul Canoville, de 58 anos, chegou ao Chelsea em 1981 e foi o primeiro jogador negro do clube londrino. Olhando para o panorama atual do futebol à volta do mundo, vemos com satisfação a saudável mistura étnica que se reúne à volta de uma bola. Há exceções, o que significa muito trabalho a fazer, mas a situação é inegavelmente melhor. A ideia de que, até 1981, os Blues não tivessem tido qualquer jogador negro no seu plantel, é chocante.

Canoville está neste momento num hospital, em estado crítico, depois de complicações durante uma operação de emergência. E foi isso – e apenas isso – que trouxe o seu nome de volta à ribalta. Mas tantos anos depois de pendurar as chuteiras, Canoville mantém laços com o seu antigo clube através da fundação que criou com o objetivo de lutar contra o racismo.

Num comunicado emitido precisamente pela fundação, pode ler-se: “É com muita tristeza que informamos que o nosso fundador Paul Canoville está em estado crítico, no hospital, após complicações surgidas durante uma operação”. Refira-se que Canoville recuperou de cancro em três ocasiões no passado.

Na comunicação feita pela fundação, pode ainda ler-se: “Estamos conscientes de que os seus muitos fãs e seguidores nas suas contas das redes sociais têm sentido a falta das suas publicações regulares e já não acontecem há mais de duas semanas. Sabemos o quanto o Paul é amado e vamos fazer atualizações à medida que as tenhamos, mas pedimos que o direito da família ao recolhimento seja respeitado. (…) Por favor mantenham o Paul nos vossos pensamentos e orações. Obrigado”.

O jornal “Daily Mail” considera que “Canoville é extremamente importante para o Chelsea”. A publicação refere as campanhas em curso que o antigo jogador planeou para lutar contra o racismo e a discriminação.

O Chelsea também emitiu um comunicado logo após ter confirmado a condição de Canoville através da fundação: “Paul tem um lugar importante na história do Chelsea”. O clube lembra que a vida do antigo jogador na altura em que foi contratado não era fácil. “Ele enfrentou um preconceito considerável mas manteve-se forte e acabou por chegar aos 100 jogos com a camisola do Chelsea. Mais recentemente, Paul tem estado envolvido em projetos da Chelsea Foundation e como anfitrião nas áreas de hospitalidade em Stamford Bridge.”

Também os seus fãs têm enchido as redes sociais, em especial as contas de Paul Canoville, com mensagens de apoio. Rio Ferdinand, antigo defesa central do Manchester United, escreveu: “Vamos, #PaulCanoville, tu consegues… Tu e a tua família estão nos meus pensamentos!”