Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Cervi e a ida abortada para o Celta de Vigo: "Ele não contava para o Benfica, começou a jogar, jogou bem e isso complicou tudo"

O jogador argentino esteve com um pé na Galiza e não foi por desinteresse do Celta de Vigo que o negócio não se concretizou. O clube galego explica a contratação falhada

Tribuna Expresso

PATRICIA DE MELO MOREIRA/Getty

Partilhar

Esta quarta-feira, o diretor desportivo do Celta de Vigo explicou, em conferência de imprensa citada pelo jornal “A Bola”, as razões que levaram a que Franco Cervi não fosse contratado. Felipe Miñambres deu a entender que o clube galego nunca perdeu interesse no jogador.

“Há ocasiões em que se pretende um jogador e não o conseguimos,” começou por explicar o dirigente galego. As circunstâncias terão mudado durante o mês: “Ele não contava, começou a jogar, jogou bem e isso complicou tudo. A equipa técnica do Benfica mudou de opinião”.

Para reforçar que foi o Benfica a recuar na intenção de vender o argentino, Miñambres assegurou que o Celta tentou “até ao último minuto,” acrescentando: “Tínhamos a certeza de que o Cervi era o jogador que queríamos”.

Num caso completamente diferente, Facundo Ferreyra rescindiu com o Benfica e foi contratado pelo Celta. O dirigente explica: “É uma situação que nada tem a ver com a de Cervi. Estava feito antes, não havia relação direta. Precisávamos de mais um avançado”.