Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

“Estou a ser honesto”: Mourinho não o diz abertamente, mas a ausência de Gareth Bale com o Everton foi mal explicada pelo jogador

O galês do Tottenham disse que não se sentia confortável e foi fazer um exame. O treinador português confessou-se "surpreendido" pelos acontecimentos

Tribuna Expresso

Tottenham Hotspur FC/Getty

Partilhar

José Mourinho não escondeu a sua surpresa perante os eventos que levaram Gareth Bale a declarar-se indisponível para o jogo da Taça de Inglaterra, frente ao Everton. O técnico português disse que Bale pediu um exame a uma lesão e que ficou de fora da equipa que perdeu por 5-4 no prolongamento, depois de dizer que não estava confortável.

“Acho melhor eu dizer assim: jogámos com o West Brom no domingo e ele não jogou, ficou no banco. Na segunda-feira fiquei surpreendido por ele querer fazer um exame por não estar a sentir-se confortável,” afirmou Mourinho.

“Ele não treinou na segunda-feira, na terça treinou com a equipa mas eu fui informado do desejo dele: trabalhar com a equipa de ciência desportiva durante uns dias para fortalecer essa área que estava a pô-lo desconfortável,” prosseguiu o técnico. “É essa a razão por que ele não está aqui. Não penso que seja uma lesão óbvia. Eu diria que ele se sente desconfortável e por causa daquele treino não podia estar a 100%.”

Questionado acerca da possibilidade de o internacional galês, que fez apenas 15 jogos pelos Spurs esta época, estar a enganá-lo, Mourinho apenas disse: “O Gareth não esteve cá. Quero ser muito claro acerca da situação. Estou a ser completamente aberto e honesto”.