Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Italianos não perdoam a derrota da Juve com o FC Porto. Pirlo tenta justificar: “Tivemos um blackout de 10 segundos"

A imprensa desportiva italiana é daquelas que dificilmente deixa cair um momento de fragilidade de algum dos clubes grandes do país. A gigante Juventus e o treinador / lenda do clube não escapam, principalmente depois de terem perdido com o FC Porto para a Liga dos Campeões. Pirlo procura justificar-se

Tribuna Expresso

Daniele Badolato - Juventus FC

Partilhar

A derrota da Juventus frente ao FC Porto, ainda que pela margem mínima de 2-1, na primeira mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões continua a ser tema de conversa. Nas conferências de imprensa, Pirlo continua à procura de justificações.

A antiga estrela italiana faz questão de mostrar que quis impor a sua autoridade perante a má exibição do clube de Turim: “Levantei a voz ao intervalo porque não gostei do início do jogo. Não reagimos ao erro que deu o primeiro golo”. O treinador da Juventus admitiu, ainda que indiretamente, que a sua intervenção no balneário não deu grande resultado. “No início da segunda parte tivemos um blackout de 10 segundos que causou o segundo golo.”

Pirlo admitiu também que é preciso melhorar. “Não é preciso intervir quando se sabe que se fez mal, mas sim quando se pensa erradamente que se fez algo bom,” afirmou o técnico que, enquanto jogador, foi sempre visto como uns dos melhores do mundo.

As palavras de Pirlo foram proferidas na conferência de imprensa de antevisão do jogo de hoje, segunda-feira, frente ao Crotone. Antes de terminar, o técnico desmentiu que tenha havido um ralhete do presidente do clube, Andrea Agnelli, após o jogo com o FC Porto. “Falamos todos os dias. Temos consciência de que fizemos um mau jogo,” disse Pirlo.