Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Revista de Imprensa

Cristiano Ronaldo de regresso ao Real Madrid? Tudo é possível no mundo de Jorge Mendes

O jornal "Marca", próximo do Real Madrid, diz que ambas as partes se arrependem do "divórcio" e que Cristiano Ronaldo não se importaria de regressar ao gigante espanhol. Jorge Mendes já anda a apalpar terreno

Tribuna Expresso

Heino Kalis

Partilhar

O verão de 2018 ficou marcado pela saída de Cristiano Ronaldo do Real Madrid, saturado e com vontade de experimentar outros campeonatos. A deterioração da relação entre o jogador e o clube era evidente e a saída foi uma solução encontrada em conjunto. Três temporadas depois, o jornal “Marca”, órgão de comunicação próximo dos Merengues, conclui que Cristiano faz falta ao Real, mais ainda depois da eliminação da Juventus da Liga dos Campeões pelo FC Porto.

Conclui-se que também o Real Madrid faz falta ao português. “É algo evidente,” diz o jornal espanhol, colocando de seguida a hipótese de uma reunião das duas partes, apesar de, à partida, o clube de Madrid rejeitar essa hipótese.

No programa “El Chiringuito”, da televisão espanhola, foi dito que “Jorge Mendes falou com o Real Madrid sobre a possibilidade do regresso de Cristiano Ronaldo”. A conversa terá sido em tom informal mas não deixou de ser uma sondagem ao clube espanhol. Da parte do jogador, vão longe os tempos de mágoa e, de acordo com a “Marca”, há um ano que que o diálogo amigável foi retomado.

Ronaldo tem consciência de que a atual equipa passa por uma fase menos boa, com o mais que provável fim da hegemonia do futebol italiano, assim como preocupantes problemas económicos que seriam aliviados com a saída do jogador mais bem pago do plantel. Existem rumores em Itália de que a própria Juventus está a tentar empurrar Ronaldo para se ver livre do ordenado milionário do português.

Em 2018 viviam-se tempos difíceis em Madrid, com a saída de Zinedine Zidane – outro filho pródigo do Real – e, depois, de Ronaldo. Revisto agora, a decisão pode não ter sido a melhor. A “Marca” diz que o “regresso pertence aos sonhos e desejos, mais do que à realidade, mas no futebol tudo é possível”. Principalmente se Jorge Mendes estiver envolvido.