Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Manchester United. Solskjaer está “ansioso” por ter Diogo Dalot de volta

O jogador formado no FC Porto está emprestado pelo Manchester United ao clube italiano. Dalot tinha poucas oportunidades nos Red Devils e rumou a Itália, onde está a surpreender pela positiva. Depois de ter sido dado como dispensável, o jovem português parece ter feito Solskjaer mudar de ideias

Tribuna Expresso

Nicolò Campo

Partilhar

Ole Gunnar Solskjaer, treinador do Manchester United, confessou-se “ansioso” por receber novamente Diogo Dalot na próxima época, numa clara indicação de que o lateral direito não vai ser vendido este verão. O português de 22 anos está tapado por Aaron Wan-Bissaka no Man United e tinha, segundo o treinador norueguês, problemas em encontrar a boa forma.

Este ano as coisas têm sido diferentes. Emprestado ao AC Milan por uma época, o defesa português tem sido consistente, mantendo a forma, e Solskjaer, falando sobre a antevisão do jogo entre as duas equipas para a Liga Europa, classificou o empréstimo como “um bom ano” para Dalot. “O plano para o Diogo foi sempre, esta época, que ele conseguisse manter a forma,” explicou o técnico.

O norueguês admitiu: “ Ele nunca conseguiu manter a forma por muito tempo quando estava aqui. Tinha azar com as lesões. (…) Está a jogar num grande clube, com grandes expetativas e muita história. (…) Portanto, tenho ficado muito satisfeito com o seu desenvolvimento esta época. É nosso jogador e estamos ansiosos por tê-lo de volta”.

Dalot deixou o FC Porto em 2018 mas jogou apenas 35 vezes em duas épocas em Old Trafford. As coisas têm sido diferentes em Itália. O internacional português fez 23 jogos pelo AC Milan até agora, tendo marcado dois golos. Em 17 desses jogos, Dalot foi titular.

O jornal inglês “Daily Mail” diz que o United tem andado a considerar a contratação de um jogador que faça concorrência a Wan-Bissaka. Falou-se do inglês do Atlético de Madrid, Kieran Trippier. No entanto, a época impressionante de Dalot no AC Milan pode alterar os planos do clube quando regressar a Manchester, este verão.