Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Revista de Imprensa

Mourinho pediu desculpa aos adeptos e atirou-se aos jogadores depois da derrota estrondosa com o Dínamo de Zagreb

Após a surpreendente derrota e eliminação do Tottenham aos pés do Dínamo de Zagreb, o treinador português criticou duramente a atitude dos seus jogadores: “Estou desiludido com a diferença de atitude entre uma equipa e a outra”

Tribuna Expresso

Dan Mullan / POOL

Partilhar

No final da segunda mão dos oitavos de final da Liga Europa, José Mourinho era um homem desiludido e irritado. Depois da vitória por 2-0 em Londres, a deslocação a Zagreb seria pouco mais do que um passeio. E aparentemente assim foi, pelo menos do ponto de vista dos jogadores dos Spurs que, neste passeio, caíram nas águas geladas de um rio. 3-0 foi o resultado, a favor do Dínamo.

Mourinho criticou duramente a atitude dos seus jogadores e fez questão de pedir desculpa aos adeptos do Tottenham. A eliminação dos Spurs teve contornos de humilhação. “Estou desapontado com a diferença de atitude entre uma equipa e a outra,” disse Mourinho. “Lamento que a minha equipa – e eu pertenço a essa equipa – não tenha trazido para o jogo as regras básicas do futebol e não apenas isso, as regras básicas da vida, o respeito pelos nossos trabalhos que é dar tudo.”

“Não preciso de críticas externas porque eu sinto-me profundamente magoado com o que aconteceu à minha equipa. Não quero dizer muito mais do que isso. Em nome da minha equipa, apesar de alguns deles (jogadores) não partilharem os meus sentimentos, apenas posso pedir desculpa aos adeptos do Tottenham,” disse Mourinho.

O treinador português fez questão de ir ao balneário do Dínamo depois do jogo para dar os parabéns aos jogadores pela vitória merecida. Quanto aos seus atletas, levaram com a acusação de serem pouco profissionais. “O Dínamo jogou com desejo. Também posso chamar-lhe profissionalismo porque, para mim, o profissionalismo começa com a atitude.” Mourinho disse sentir-se “mais do que triste” pelo facto de os seus jogadores “não parecerem estar a jogar uma partida importante”. E sobre os três golos de Orsic, o técnico referiu que não foi uma surpresa: “Eu preparei os meus jogadores para enfrentarem Orsic. Dei-lhes toda a informação sobre ele. Não sei o que mais dizer”.

Mourinho tinha esperança de fazer com o Tottenham o que tinha feito com o Manchester United: vencer a prova. Com a queda perante um clube que vai estar pela primeira vez nos quartos de final de uma competição europeia, o português terá de apostar tudo na final da Taça da Liga. Para o mês que vem, o Tottenham vai defrontar o Manchester City e os jogadores dos Spurs terão que jogar bastante melhor se não quiserem acabar a época sem qualquer troféu.