Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Revista de Imprensa

Essugo estreou-se pela equipa principal do Sporting com 16 anos e seis dias e já há guerra entre empresários

O novo prodígio do Sporting e do futebol português já vinha a ser observado há algum tempo. A estreia pelo escalão principal dos Leões parece ter aguçado ainda mais o apetite dos agentes que, segundo o "Record", já rondam o adolescente

Tribuna Expresso

Partilhar

Dário é o jogador mais jovem de sempre a jogar pela equipa principal do Sporting, aos 16 anos e poucos dias. A surpresa que Rúben Amorim deu aos sportinguistas terá sido suficiente para alimentar conversas de café – se as houvesse – durante uns dias. Mas não são só os adeptos a falar de Dário.

Segundo o “Record”, o adolescente já estava a ser observado, não por clubes, mas por empresários de futebol. A estreia pela equipa principal veio aguçar ainda mais o apetite salivante dos agentes.

Desde a sua chegada à Academia de Alcochete, em 2014, que Dário Essugo chamou a atenção. O facto de ser tão jovem e, portanto, adivinhar-se-lhe uma margem de progressão considerável, se não houver acidentes pelo caminho, pôs os empresários em estado de alerta. Nem o ano passado, com a paragem nas competições de formação – Essugo não fez qualquer jogo – a procura abrandou.

Antes do jogo com o Vitória de Guimarães, no passado sábado, o último jogo do miúdo tinha sido a 8 de março de 2020, pelos iniciados, com 14 anos. Depressa começou a treinar com os sub-23, uma equipa “veterana” quando comparada com o jovem prodígio. Rúben Amorim reconheceu que também ele andava a observar o médio e bastaram duas semanas para que Essugo fosse chamado à equipa principal.

A dias do grande salto, o jovem jogador assinou um contrato profissional até 2024, com uma cláusula de 45 milhões e euros. O objetivo foi afastar a concorrência. Miguel Braga, responsável pela comunicação do Sporting, admitiu no canal do clube que “há sempre receio de mostrar estes jogadores em patamares superiores por causa dos tubarões”.