Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Revista de Imprensa

Mudam-se os tempos: a Alemanha perdeu com a Macedónia do Norte, segunda no grupo. A primeira é a Arménia

Há quem chame a esta incerteza "a magia do futebol". A frase: "E no fim ganha a Alemanha" já não tem a mesma força. Neste caso, no fim, ganhou a Macedónia do Norte. Os germânicos estão em 3º lugar no grupo, atrás da equipa que os derrotou ontem e da surpreendente Arménia

Tribuna Expresso

Ian MacNicol

Partilhar

Podemos estar no dia 1 de abril, o mais mentiroso de todos os dias no ano, mas o jogo entre a Alemanha e a Macedónia do Norte aconteceu ontem. Os germânicos, a jogar em casa, perderam com a mais jovem das seleções da ex-Jugoslávia.

Em Duisburgo, a poderosa Alemanha sofreu o primeiro golo perto do intervalo. Chama-se Goran Pandev e tem 37 anos o autor da calúnia. Já na segunda parte, Gundogan empatou para os da casa mas, aos 85 minutos, Elif Elmas deu a vitória à Macedónia do Norte.

A classificação do grupo J da qualificação para o Mundial pode bem chocar os mais distraídos. A Macedónia do Norte está em segundo lugar, atrás da líder Albânia. Quanto aos alemães, para já, ficam-se pelo terceiro lugar, à frente da Roménia, da Islândia e do Liechtenstein.

No fim do jogo, Joachim Low ainda estava a refazer-se do choque quando fez as primeiras declarações: “É difícil fazer uma análise a quente, mas os jogadores estavam cansados. Faltou-nos frescura. Fomos lentos no ataque e, mesmo quando tivemos alguma velocidade, não encontrámos formas para causar problemas ao adversário”.