Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Fórmula 1: Ralf Schumacher diz que “a choradeira de Vettel tem de parar” depois do mau início com a Aston Martin

O irmão mais novo de Michael Schumacher teceu algumas críticas ao comportamento do tetracampeão do mundo e seu compatriota, Sebastian Vettel. Isto depois de a estreia pela Aston Martin não ter corrido bem ao antigo piloto da Red Bull e da Ferrari

Tribuna Expresso

picture alliance

Partilhar

Um 15º lugar na corrida de estreia pela Aston Martin não é muito auspicioso para uma piloto quatro vezes campeão mundial. Mas a verdade é que Vettel tem vindo a perder relevância na Fórmula 1. Na Ferrari, a chegada de Charles Leclerc pôs a nu algumas dificuldades do alemão, que passou rapidamente a segundo piloto. Para alguém com o calibre e o currículo de Vettel não deve ter sido fácil.

A mudança para um projeto novo e ambicioso antevia o regresso do alemão aos primeiros lugares da grelha. No Grande Prémio do Bahrain isso não aconteceu mas estamos a falar da primeira prova do Mundial 2021. Ralf Schumacher diz que é tempo e Vettel “cerrar os dentes” e impor-se perante o companheiro de equipa, o milionário Lance Stroll.

O mais novo dos irmãos Schumacher considera que “a choradeira de Vettel, dizendo que não sente o carro, tem de parar”. “Ninguém quer saber disso, isto é Fórmula 1 e ele ganha muito dinheiro,” afirmou Ralf ao site “Sport1”.

“(Vettel) tem de mostrar que é mais rápido do que o colega de equipa e o resto aparecerá, mesmo que a Aston Martin não tenha um carro vencedor este ano,” considera o antigo piloto. “Ele devia sentar-se no carro e divertir-se. Tem talento, a pressão externa é enorme mas ele tem de a bloquear. (…) E tem de explicar a razão por que, por vezes, calcula mal a distância para o carro da frente.”