Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Revista de Imprensa

Jogador dos sub23 do Sporting a treinar à parte por causa de um direto no Instagram que violou as regras do clube

Bruno Tavares, de 18 anos, tinha ficado conhecido por ter sido baleado, no Seixal, há alguns meses. O jovem recuperou mas vê-se agora envolvido na transmissão de um vídeo, em direto, em que, de acordo com o Sporting, viola várias regras do clube. A atitude pode valer a sua saída do clube

Tribuna Expresso

Partilhar

Bruno Tavares joga na equipa sub23 do Sporting mas pode não ser por muito tempo. O extremo de 18 anos foi posto a treinar à parte dos companheiros por causa de uma quebra nas regras do clube. Tavares fez um vídeo em direto do Instagram que não agradou aos responsáveis do clube leonino e está agora sob alçada disciplinar dos leões.

O Sporting não permite este tipo de situações e os jogadores sabem-no. Dependendo do conteúdo do direto, o castigo pode ser mais ou menos pesado. Segundo o jornal “Record”, o clube de Alvalade considerou este incidente grave. O vídeo “transmitiu uma imagem pouco condizente com a de um atleta profissional, ao associar-se a hábitos de risco e até a comportamentos potencialmente marginais,” diz o jornal desportivo.

O diretor desportivo do Sporting, Hugo Viana, falou com o jogador, dando a entender que o clube não vai tolerar mais atitudes do género. O problema é também o facto de Bruno Tavares ser reincidente, o que pode mesmo levar a que o clube rescinda o contrato com o jogador.

Aguarda-se o desfecho do processo disciplinar. Afastado do plantel da equipa sub23 do Sporting, Bruno Tavares espera um castigo que poderá ir de uma simples multa à saída do jogador no fim da época, definitiva ou por empréstimo. O jovem está no clube desde os nove anos e tem contrato até 2025.

Já em novembro de 2020 o jogador tinha ficado conhecido por ter sido alvejado no peito, quando estava dentro de um carro com amigos. Aparentemente, o disparo terá sido acidental e Bruno Tavares pode considerar-se sortudo porque, milagrosamente, a bala não provocou danos graves. Ainda assim, o incidente na Quinta da Princesa, no Seixal, colocou-o sob alçada disciplinar. Cinco meses depois, Bruno Tavares volta a ver-se envolvido num episódio polémico.