Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Antigo CEO do Inter diz que nunca perdoará a Mourinho a saída para o Real Madrid: "Fugiu na mesma noite"

Ernesto Paolillo lembra a saída do português para o Real Madrid, em 2010. E fá-lo com mágoa, considerando que Mourinho abandonou uma equipa vencedora mas também "cansada"

Tribuna Expresso

Giuseppe Bellini

Partilhar

A passagem de José Mourinho pelo Inter de Milão foi bem-sucedida, com o português a continuar os bons resultados que tinha conseguido no FC Porto e no Chelsea. Nessa época, 2009/10, o técnico venceu a Taça de Itália, a Série A e, claro, a Liga dos Campeões.

No entanto, a sua saída para o Real Madrid foi vista por alguns como uma traição ao clube de Milão. Uma dessas pessoas foi o então CEO do Inter, Ernesto Paolillo, que diz mesmo, dez anos depois, que nunca perdoará a José Mourinho.

“Os jogadores estavam cansados. O Mourinho sabia disso e fugiu na mesma noite. Nunca vou perdoá-lo por isso,” afirma Paolillo. O antigo dirigente do clube milanês contou ao “Calciomercato” que Mourinho teve uma reunião com Florentino Pérez na mesma noite em que o Inter venceu a Liga dos Campeões – ironicamente, no Estádio Santiago Bernabéu – derrotando o Bayern de Munique por 2-0.