Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Depois de mais uma vitória, Hamilton elogia circuito de Portimão: "Como piloto esta pista é incrível"

Se fosse por ter ganho, Lewis Hamilton teria muitas pistas para elogiar. O inglês diz mesmo que se divertiu muito no circuito português, apesar do vento. "Era tão fácil cometer um erro," diz o campeão do mundo de Fórmula 1. "Foi uma corrida fantástica. Fisicamente (a pista) é exigente, mas há curvas largas em que podes estar perto dos outros carros"

Tribuna Expresso

Sir Lewis Hamilton, piloto da Mercedes, heptacampeão do Mundo de Fórmula 1

Bryn Lennon/Getty Images

Partilhar

A prova portuguesa do Mundial de Fórmula 1 só pode agradecer ao período que vivemos o facto de ter voltado ao calendário. O circuito tem a aprovação dos pilotos, particularmente do vencedor da corrida de ontem e de sete campeonatos do mundo.

Quando Lewis Hamilton diz que se divertiu “muito” e que foi uma “corrida fantástica”, é um bom sinal. Talvez os dirigentes da Fórmula 1 oiçam o inglês e a prova regresse no próximo ano. “Foi uma corrida muito dura, física e mentalmente. Havia muito vento, era fácil cometer um erro,” disse o britânico, que deixou o rival Max Verstappen, da Red Bull, Valtteri Bottas, companheiro de equipa na Mercedes, para trás.

Apesar dos elogios e do final feliz, Hamilton diz que, a certa altura, se sentiu “um idiota”. Após a entrada do safety car, o inglês admite que estava concentrado no companheiro de equipa e que, retomada a corrida, foi Verstappen quem o ultrapassou. Nada que não tivesse sido resolvido.

A 97ª vitória de Hamilton na Fórmula 1 aumentou-lhe a liderança do Mundial. O piloto da Mercedes tem agora oito pontos de vantagem para o segundo classificado, Max Verstappen. No entanto, Hamilton alerta para o facto de o campeonato estar “muito apertado”, com “uma grande luta entre a Mercedes e a Red Bull”.