Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Revista de Imprensa

A maldição da cláusula de Luis Suárez: 20 golos dão-lhe um bónus. Desde março que não passa dos 19

O uruguaio tem várias cláusulas num complicado contrato com o Atlético de Madrid. Uma delas prevê um bónus chorudo se Suárez marcar 20 golos esta época. Desde o mês passado que o avançado teima em não faturar, mantendo-se nos 19 até agora

Tribuna Expresso

SOPA Images

Partilhar

O jornal “Marca” tem revelado, ao longo da época, as diferentes cláusulas do complexo contrato de Luis Suárez com o Atlético de Madrid. Por exemplo, o uruguaio poderia abandonar o clube madrileno a 30 de junho, mesmo tendo assinado até 2022.

O avançado tem também previstos dois bónus relacionados com o número de golos marcados. Um dos objetivos já foi alcançado: 15 golos. A segunda marca, de 20 golos, está muito perto, tanto que ameaça tornar-se uma maldição.

Desde 21 de março que o contador de Suárez está parado nos 19 golos. Nesse dia, o uruguaio marcou o golo solitário que deu a vitória ao Atlético frente ao Alavés. Desde então, houve uma paragem para os jogos das seleções, Suárez regressou ao clube, viu um cartão amarelo que o impediu de jogar – e marcar – frente ao Bétis e sofreu uma lesão muscular que não o deixou entrar em campo frente ao Eibar e ao Huesca.

Luis Suárez voltou aos relvados em San Mamés, frente ao Atlético de Bilbau. Na meia hora que passou em campo, o uruguaio foi incapaz de marcar um golo e de evitar a derrota. O regresso a Barcelona pode ter sido emocionalmente intenso, mas não o suficiente para que Suárez pusesse a bola no fundo da baliza adversária.

Faltam agora três partidas para terminar a temporada. Luis Suárez conta ter mais sorte frente a Real Sociedad, Osasuna e Valladolid ou o bónus dos 20 golos irá continuar nos cofres do Atlético de Madrid. Mais milhão menos milhão, é de crer que o uruguaio vai ultrapassar a questão.