Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Revista de Imprensa

Sporting campeão "é um dos maiores feitos da década no futebol europeu". O título dos Leões visto lá fora

De Espanha ao Brasil, passando por França e Inglaterra, a imprensa menciona o título do Sporting como um feito histórico. Cada um na sua língua, referem os 19 anos de jejum e o papel de um treinador novo, desconhecido para muitos, chamado Rúben Amorim

Tribuna Expresso

PATRICIA DE MELO MOREIRA/Getty

Partilhar

Em Espanha, o jornal “Marca” fala do Sporting por dois motivos que coincidem na causa: um título que fugia aos Leões há 19 anos. Uma das notícias fala de festa, da alegria dos jogadores e do treinador num momento histórico. Mas a “Marca” não ignorou os problemas à volta do estádio, considerando que “é triste que acontecimentos destes já não sejam notícia”. Apesar de tudo, foram.

O jornal espanhol diz que “FC Porto e Benfica partiam como favoritos” mas viram-se surpreendidos por um Sporting que tem “10 razões” para ter sido melhor do que os outros. A primeira é, claro está, um treinador que ameaça seriamente tornar-se uma estrela e cuja fama já ecoa lá fora. “A aposta era arriscada. O ex-jogador do Benfica apenas tinha orientado 13 jogos na elite, com o Braga,” refere a “Marca”.

O “As”, também espanhol, realça os papéis de Pedro Porro e Francisco Adan na conquista do título “19 anos depois” e lembra que o Sporting esteve – até agora – “32 jogos consecutivos sem perder”. Tudo junto originou uma época “inesquecível”, “praticamente perfeita”, considera o jornal desportivo. O “Mundo Deportivo” usa pontos de exclamação na notícia e lembra que o Sporting tem dois jogos pela frente para fazer mais história. Se vencer ou, pelo menos, não perder nas duas últimas jornadas da Liga, os Leões terminarão a época invictos.

No Brasil, o “Globoesporte” refere a multidão em delírio que se aglomerou à volta do Estádio José Alvalade, parte dela exibindo o que de pior existe no futebol. A publicação brasileira destaca a ligação de Cristiano Ronaldo ao clube verde e branco, referindo que o antigo jogador do clube mandou “cumprimentos” ao Sporting. A ESPN brasileira fala de história: “Um dos maiores feitos do futebol europeu na década”.

Em França, o “L’Équipe” noticia o triunfo dos Leões com uma gafe. O jornal refere que este é o 20º título do Sporting quando, na realidade, é o 23º. Nada que incomode um sportinguista por estes dias. Os franceses acertaram, isso sim, nos 19 anos do clube de Alvalade sem vencer o campeonato. O diário dedica um artigo à parte ao treinador Rúben Amorim, que “transformou” a equipa sportinguista.

Também em Inglaterra se falou do título português. “O Sporting foi coroado campeão português,” diz o “The Guardian”. O jornal refere Paulinho, que marcou o único golo contra o Boavista. “A equipa de Rúben Amorim interrompeu a hegemonia dos rivais Benfica e Porto,” lembra o diário. Mais alguma confusão com os números quando o “The Guardian” fala do 19º título do Sporting, quando 19 foram precisamente os anos que Alvalade não teve festa.