Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Revista de Imprensa

Bruno Fernandes, jogador do ano em Old Trafford, ficou encantado com o regresso do público ao estádio

Apesar de ter recebido ontem das mãos de Solskjaer, pelo segundo ano consecutivo, o troféu de melhor jogador, e do empate com o despromovido Fulham, o português estava encantado com o regresso dos adeptos ao estádio

Tribuna Expresso

Ash Donelon

Partilhar

Antes do jogo com o Fulham, perante 10 mil espetadores que estavam mesmo lá – não eram cartazes nem fotografias nem cachecóis – Bruno Fernandes recebeu das mãos do seu treinador o prémio de jogador do ano. É o segundo consecutivo, atribuído pelos adeptos. Alguns dos votantes até estariam nas bancadas de Old Trafford.

O jogo, com o cheiro das férias a pairar no ar, opôs o Manchester United ao despromovido Fulham, de Ivan Cavaleiro. O resultado final, 1-1, mostra que as atenções já estavam voltadas para outros temas. Como o regresso do público, em número limitado, ao Teatro dos Sonhos, como é conhecido o estádio de Old Trafford.

O próprio Bruno Fernandes parecia mais encantado com a presença de seres humanos nas bancadas do que com a bola. "Foi mesmo bom voltar a ter adeptos no estádio,” admitiu o português. “Infelizmente, não conseguimos dar-lhes a vitória", disse o maiato.

O antigo jogador do Sporting também comentou o jogo da sua equipa: "O foco tem que estar lá. Concedemos um golo, penso que foi bem jogado da parte do Fulham. Não concretizámos as oportunidades que tivemos. Por vezes, é esse o nosso problema nos jogos em que empatamos ou perdemos. Penso que, no futuro, isso vai mudar, e o nosso foco tem que estar no próximo jogo, contra o Wolverhampton". Será um fim de época com mais um reencontro entre muitas caras conhecidas.