Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

River Plate venceu o Independiente Santa Fé sem suplentes e com Enzo Pérez na baliza

O antigo jogador do Benfica já tinha sido anunciado como o "sacrificado" num plantel com mais de 20 jogadores lesionados (incluindo o próprio Enzo Pérez), a esmagadora maioria devido à Covid-19. Num jogo épico, Pérez cumpriu o seu papel à baliza e os colegas fizeram o que puderam à frente, vencendo o jogo da Taça Libertadores por 2-1, sem suplentes no banco

Tribuna Expresso

Pool

Partilhar

Que Enzo Pérez é um grande médio ofensivo já sabíamos, até porque provou isso mesmo ao serviço do Benfica. Os mais informados saberiam que joga atualmente no River Plate, ainda com as mesmas funções que desempenhava no meio campo benfiquista.

Os adeptos do histórico clube argentino idolatram-no pelo talento que tem. Agora podem agradecer-lhe o sacrifício épico. Num momento extremamente difícil para o clube, que tem mais de 20 jogadores infetados com o novo coronavírus e ainda alguns lesionados por outros motivos, incluindo o próprio Enzo, a recuperar de uma lesão na coxa, o médio calçou as luvas, foi à baliza, e o resultado foi emocionante.

Enzo Pérez entrou para a história do clube, do futebol argentino e mundial. Da baliza viu o banco de suplentes vazio e contribuiu ativamente para a vitória da sua equipa sobre o Independiente Santa Fé por 2-1. O jogo, a contar para a Taça Libertadores nunca será esquecido por adeptos, treinador, dirigentes e, claro, pelo próprio jogador.

“Ressalvo o coração, a hombridade e a personalidade, não só dos miúdos que jogaram hoje, mas também pelo que mostrámos no domingo, no estádio do Boca. Também lá se estrearam vários miúdos, que nos ajudaram a fazer um bom jogo. Mostrámos novamente o grupo e as pessoas que somos," declarou um emocionado Enzo, depois de cumprida a missão.