Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Aos 20 anos, Joaquín deu nega ao Chelsea de Mourinho porque "às três da tarde já é de noite em Londres"

O espanhol tem agora 39 anos e prepara-se para renovar com o clube de sempre, o Bétis de Sevilha. Conhecido pelo sentido de humor, Joaquín explicou que não se arrependeu de ter ficado em Espanha, onde estão habituados "ao sol, à cerveja e ao ambiente"

Tribuna Expresso

Denis Doyle

Partilhar

Joaquín Sánchez é um histórico do Bétis. O médio de 39 anos é idolatrado pelos adeptos da equipa de Sevilha e acaba de renovar por mais um ano com o clube. Conhecido pelas histórias que conta de forma descontraída, Joaquín aproveitou a apresentação da sua autobiografia, num programa da televisão espanhola, para lembrar alguns episódios que marcaram a sua carreira.

Aos 20 anos, Joaquín foi abordado pelo Chelsea, então treinado pelo português José Mourinho, para ingressar no clube inglês. Muitos não pensariam duas vezes e abraçariam a possibilidade com braços e pernas. No entanto, Joaquín optou por continuar no Bétis. Porquê? Porque “às três da tarde em Londres é de noite”. “Estamos habituados ao sol, à cervejinha, ao ambiente… É complicado,” argumentou entre sorrisos o veterano futebolista.

A custo, Joaquín recuperou a compostura e, de rosto mais sério, explicou: “Foi num momento um pouco difícil da minha vida para tomar essa decisão. Tinha 20 anos e já era visto como o Joaquín do Bétis, era importante para o clube”. O futebolista fez questão de dizer que nunca se arrependeu dessa decisão.