Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Revista de Imprensa

Samaris, Gabriel, Chiquinho e Cervi podem sair. Jesus quer um novo meio campo para o Benfica

Alvo de muitas críticas ao longo da época, o meio campo benfiquista poderá vir a ser alvo de uma revolução. Jogadores com vários anos de casa, como o grego Samaris, o brasileiro Gabriel, o argentino Cervi ou o português Chiquinho poderão deixar a Luz. Os substitutos estão a ser estudados

Carlos Luís Ramalhão

Soccrates Images

Partilhar

A revolução de Jorge Jesus no Benfica ainda não terminou. Até porque, claramente, os muitos milhões gastos no início da época não tiveram os resultados desejados. Ao longo da temporada, foi sendo criticado o desequilíbrio nos gastos relativamente aos setores da equipa, com o meio campo a mostrar fragilidades que acabaram por ser fatais nas várias competições, todas perdidas.

O único elemento do meio campo benfiquista a satisfazer Jesus será Weigl. O alemão terá o lugar assegurado no Benfica da próxima época. Samaris, Gabriel, Chiquinho e Cervi, alguns dos preferidos dos adeptos, deverão estar de saída. Pelo menos dois deles, Cervi e Samaris estão habituados a estar nesta posição para, no fim, acabarem por ficar no plantel. Mas aparentemente o murro de Jesus na mesa desta vez é com mais força.

Para além destes, há outros dois jogadores cujo futuro permanece incerto. Taarabt e Pedrinho, este último uma contratação de Bruno Lage, também poderão sair. O marroquino jogou com regularidade na última época mas, segundo “A Bola”, não enche as medidas a Jorge Jesus. Taarabt já tem 32 anos e isso também pode jogar contra a permanência. Por outro lado, o salário do internacional por Marrocos é alto e, tal como a maioria dos clubes europeus, o Benfica precisa de baixar significativamente os valores mensais pagos aos seus jogadores.

Em sentido contrário, poderão estar a chegar ao Benfica os três “reis magos” que vêm oferecer a Jesus a força e a técnica que ele pretende para o meio campo. O líbio Al Musrati não é novidade nas listas de desejos do treinador benfiquista. O atual jogador do Sporting de Braga foi motivo de reunião entre Luís Filipe Vieira e António Salvador no dia da final da Taça. Não será fácil mas a vir, é certo que será bem-vindo. Ugarte, do Famalicão, fez a sua primeira época na Europa, tem apenas 20 anos e é uruguaio. Está ligado a Jorge Mendes, portanto, poderá ser relativamente fácil contratá-lo. E, finalmente, um regressado: Florentino Luís, menino da formação, talvez seja pouco para justificar a aposta no Seixal de Luís Filipe Vieira, mas Jesus pode dar-lhe nova oportunidade depois de um empréstimo falhado ao Mónaco, onde jogou apenas 11 vezes, ainda menos do que na Luz.

Nota ainda para a referência de “A Bola” a outros jogadores que estão emprestados pelo clube e cujo regresso a casa deverá ser curto. Carlos Vinícius, Gedson Fernandes, Krovinovic ou Ferro, entre outros, deverão ser vendidos.