Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Revista de Imprensa

Duas semanas antes do início da Copa América, Argentina retira-se da organização do torneio devido à pandemia

Os responsáveis pela organização da competição de seleções mais importante do continente americano decidiram que "dadas as atuais circunstâncias da pandemia," o mais conveniente era "suspender a organização"

Tribuna Expresso

NurPhoto

Partilhar

A decisão da CONMEBOL, organismo correspondente à UEFA para a América do Sul, foi anunciada ontem, domingo. A organização da Copa América na Argentina foi suspensa devido à pandemia do novo coronavírus no país. A competição realizar-se-á, se possível, noutro país menos afetado pela Covid-19.

A mensagem, divulgada no Twitter, surge a apenas duas semanas do início planeado para o torneio. O “timing” da decisão põe em causa a data inicialmente prevista, apesar de a CONMEBOL admitir que há vários candidatos a acolher a competição. A organização diz estar a analisar "as propostas de outros países que manifestaram interesse em receber o torneio continental".

A Copa América está prevista para o período de 13 de junho a 10 de julho. O próprio Governo argentino tinha posto em causa as possibilidades de organizar o torneio, apresentando rígidos protocolos de saúde para que o evento se mantivesse no seu país.

Lembre-se que a Copa América deveria ser organizada em conjunto pela Argentina e pela Colômbia. Esta última foi obrigada a renunciar, depois de ter pedido um adiamento devido à crise vivida no país e este ter sido rejeitado pela CONMEBOL. Ainda a semana passada, Alberto Fernandez, presidente argentino, tinha anunciado que o país estava preparado para organizar o torneio sozinho.