Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Revista de Imprensa

Em 2032, se tudo correr bem, os Jogos Olímpicos serão em Brisbane, na Austrália

A candidatura australiana deu mais um passo para a aprovação de Brisbane como cidade olímpica em 2032. Os principais dirigentes do Comité Olímpico Internacional (COI) aprovaram com unanimidade a proposta. A confirmação final sairá de uma nova reunião, a 21 de julho

Tribuna Expresso

Issei Kato

Partilhar

A cidade australiana de Brisbane está muito perto de ser confirmada como anfitriã dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2032. Após a candidatura considerada “irresistível” pelos dirigentes do COI, que a aprovaram com unanimidade, tudo aponta para que a competição desportiva mais importante do mundo se realize mesmo na Austrália.

A decisão ainda precisa de ser votada pelos membros do COI, em Tóquio, a 21 de julho. No entanto, não havendo outras cidades em competição, a votação deverá ser apenas uma formalidade que confirmará a escolha de Brisbane. Será a terceira vez que os Jogos Olímpicos se realizam na Austrália, depois de Melbourne, em 1956, e Sydney, em 2000.

O presidente do COI, Thomas Bach, admitiu ter ficado impressionado com Brisbane por apresentar uma “visão clara para uma edição sustentável e executável dos Jogos Olímpicos”. Bach falou também do clima em julho e agosto e do “grande apoio por parte do público e do espetro político”.

Vários países tinham demonstrado interesse nos Jogos de 2032, incluindo a Hungria, a China, o Qatar e a Alemanha. No entanto, com o novo processo que não coloca as cidades umas contra as outras, Brisbane adiantou-se no terreno em fevereiro, quando se revelou a preferida do COI.

A proposta incluiu uma posição inédita do Governo australiano. Scott Morrison, primeiro-ministro do país, anunciou que o executivo estava disponível para cobrir metade dos custos, acrescentando contribuições dos estados e das administrações locais.