Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Revista de Imprensa

Mourinho queria De Bruyne no Chelsea, em 2014, mas o belga forçou a saída

O técnico português explicou que nunca quis a saída do talentoso jogador belga. Mourinho treinou De Bruyne no Chelsea e contava com ele para a época seguinte, mas o futebolista forçou a saída. Na altura, o objetivo era voltar à Alemanha, país onde tinha sido feliz

Tribuna Expresso

Matt McNulty - Manchester City

Partilhar

José Mourinho esclareceu, em entrevista ao programa “TalkSport”, que nunca quis a saída de Kevin De Bruyne do Chelsea, em 2014. O técnico tinha consciência do enorme potencial do médio ofensivo e afirma que foi o próprio belga a forçar a saída.

“De Bruyne queria sair para regressar à Alemanha, onde tinha estado anteriormente emprestado e tinha sido muito feliz. Ele decidiu que queria sair,” conta o treinador português atualmente na Roma.

Sobre a categoria do belga, o setubalense não tem dúvidas: “De Bruyne está entre os cinco melhores do mundo. Ele sabia muito bem o que queria mas não estava pronto para uma época numa equipa com imensos bons jogadores. Não teve paciência”.

“Às vezes os treinadores cometem erros, mas não foi o caso. Eu vi o seu potencial mas ele sabia exatamente o que queria,” esclareceu José Mourinho.