Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Serena Williams junta-se ao grupo de tenistas de elite que não vai a Tóquio 2020

A tenista norte-americana recusou revelar o motivo da sua ausência nos Jogos Olímpicos. Antes dela, já Nadal e Thiem tinham anunciado que também não vão participar no torneio

Tribuna Expresso

JASON SZENES/EPA

Partilhar

Serena Williams não vai estar em Tóquio este verão. A vencedora de 23 grand slams anunciou no domingo a ausência das Olimpíadas, sem dar qualquer razão para o facto. Williams vai fazer 40 anos em setembro, arrecadou o ouro em singulares nos Jogos Olímpicos de Londres 2012 e tem três medalhas – todas de ouro – em pares, com a irmã Venus, em Sydney 2000, Pequim 2008 e Londres 2012.

“Sim, é verdade, não estou na lista de atletas olímpicos. Que eu saiba, pelo menos. Se estiver, não devia estar,” disse Williams de forma algo enigmática aos jornalistas presentes em Wimbledon.

Do lado masculino, tenistas como Rafael Nadal ou Dominic Thiem também optaram por faltar aos Jogos com o início previsto para 23 de julho. Roger Federer, da mesma idade que Serena, disse que gostaria de marcar presença em Tóquio mas ainda não confirmou a decisão.

Tem havido muitas dúvidas, entre o público e os peritos médicos, quanto à realização do mais importante evento desportivo do mundo, que carrega no nome o peso de já ter sido adiado de 2020 para 2021. A pandemia não está ainda dominada e um evento como os Jogos Olímpicos poderá despoletar uma nova série de infeções. Os familiares dos atletas, bem como os espetadores estrangeiros foram excluídos e mesmo o público nipónico terá um número limitado de bilhetes.

“Há muitas razões para eu ter tomado esta decisão,” disse Serena Williams. “Não quero falar delas hoje. Talvez noutro dia. Desculpem. No passado, (Tóquio) foi um lugar maravilhoso para mim. Ainda não pensei muito nisso e vou continuar a não pensar,” comentou a tenista.