Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Everton "Cebolinha" pede que lhe devolvam as três camisolas roubadas de casa do pai. Uma é a da apresentação pelo Benfica

Ciente do quão difícil será recuperar as três camisolas, o jogador do Benfica fez um apelo nas redes sociais, lembrando que os objetos representam momentos muito especiais na sua carreira. Para além da encarnada, foi roubada a camisola do Brasil, da final da Copa América 2019 e a do Grémio, da final da Taça do Brasil 2016

Tribuna Expresso

Gualter Fatia

Partilhar

As três camisolas roubadas da casa do pai de Everton, situada numa localidade chamada “Eusébio”, estavam emolduradas. Os assaltantes partiram as molduras e levaram apenas os objetos, peças de roupa representativas de três momentos ímpares na carreira do jogador do Benfica.

Everton encontra-se neste momento a representar a seleção brasileira na Copa América. O jogador recorreu às redes sociais para denunciar o roubo, mas também para apelar ao sentimento dos assaltantes perante o valor simbólico das três camisolas.

“Peço encarecidamente que (as camisolas) sejam devolvidas, pois representam momentos únicos da minha vida,” apelou o extremo.

Para além da camisola do momento em que Everton foi apresentado no Benfica, o ano passado, os assaltantes levaram a do Grémio de Porto Alegre, referente à final da Taça do Brasil, em 2016, e a da seleção brasileira, usada na final da Copa América, em 2019.