Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Soares de Oliveira e o Benfica da época passada: "Houve um erro nosso de gerar expectativas demasiado altas"

O administrador da SAD benfiquista deu uma entrevista à TVI24 e nela Domingos Soares de Oliveira analisou a má época dos encarnados e assegurou que vêm aí tempos mais "estáveis" para o clube da Luz. Sobre Jesus, o dirigente diz que o desconhecimento do plantel foi a razão principal para o insucesso

Tribuna Expresso

Partilhar

Domingos Soares de Oliveira, administrador da SAD do Benfica, esteve na TVI24 a comentar o estado atual do clube da Luz, após uma temporada pouco feliz. Tendo em conta o avultado investimento no plantel de futebol, treinador incluído, o dirigente assumiu que talvez a própria estrutura dos encarnados tenha colocado as “expetativas demasiado altas”. Soares de Oliveira refere também que havia um “desconhecimento grande” da parte de Jorge Jesus em relação aos jogadores.

O dirigente está convicto de que a nova temporada será mais estável, sem grandes alterações. Além disso, Soares de Oliveira revelou que foi pedido a Rui Costa e a Jorge Jesus, mas também a todo o plantel, que fizesse um balanço da época. “Não me recordo de isso ter sido feito no Benfica,” admite.

Por falar em plantel, há um avançado a dar nas vistas no Euro 2020, numa seleção já excedeu as suas próprias expetativas. Seferovic tem-se mostrado a grande nível e resta saber se é verdade que o Benfica nunca pensou vendê-lo ou se houve alguma mudança súbita de opinião na Luz. Quanto a Soares de Oliveira, para além de garantir que não recebeu qualquer proposta pelo suíço e que o previsto é contar com ele na nova época, ironizou: “Não anda nenhum caixeiro-viajante com uma malinha a percorrer a Europa com um conjunto de jogadores para vender".

Aparentemente, depois da exibição de força antes da época passada, com gastos de 100 milhões de euros, as contratações para este ano serão “poucas e cirúrgicas” e pode haver a necessidade de “reduzir a massa salarial do Benfica”. Isso acontecerá nomeadamente se o clube não se qualificar para a Liga dos Campeões.

“Quero acreditar que aquilo que nos aconteceu no ano passado foi uma anormalidade,” disse Soares de Oliveira, referindo-se à eliminação precoce do Benfica no acesso à Liga dos Campeões, por um adversário “teoricamente mais fraco”, o PAOK da Grécia.

Mudando de assunto, o administrador da SAD do Benfica admite que tem havido uma aproximação entre as águias e os seus dois grandes rivais, e mesmo com a Liga, sabendo-se que as relações entre Benfica e Pedro Proença nunca foram fáceis. No entanto, os já muito falados almoços de presidentes não têm, ultimamente, tido a presença de Frederico Varandas. Soares de Oliveira garante que o Sporting tem participado nestas discussões sobre o estado do futebol português. “Já houve muitas reuniões entre todos os clubes. O Sporting é determinante para conseguirmos ter sucesso," admitiu Domingos Soares de Oliveira, acrescentando que a ideia dos encontros até foi sua e que estes já envolveram o Sporting de Braga e o Paços de Ferreira.