Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Nuno Espírito Santo chegou ao Tottenham e disse: O Harry Kane não vai a lado nenhum. Só se pagarem 150 milhões de libras

O novo técnico do Tottenham não quer, de maneira nenhuma, perder o seu mais eficaz finalizador, um dos mais temidos goleadores do mundo. O Manchester City já chegou aos 100 milhões mas o dono do clube londrino quer pelo menos mais 50 milhões de libras. Na eventualidade de esses números se confirmarem, dificilmente NES verá o seu desejo cumprido

Tribuna Expresso

Catherine Ivill

Partilhar

Os dirigentes do clube londrino já disseram a Nuno Espírito Santo que não têm qualquer intenção de vender Harry Kane durante este verão. O português, recém-chegado aos Spurs, não quer perder o goleador da equipa e tem indicações para planear a próxima época com Kane no plantel.

A direção do Tottenham dá, portanto, a entender que pretende continuar a resistir às ofertas milionárias do Manchester City. Pelo menos, até aos 150 milhões de libras, preço que fará com que seja muito complicado para os Spurs a manutenção do capitão de Inglaterra.

O “Daily Mail” avançou o mês passado que os campeões ingleses tinham oferecido 100 milhões de libras para levar Kane para o Etihad. O mesmo jornal diz que Harry Kane está disposto a deixar Londres antes da próxima época se encontrar um clube que lhe ofereça a hipótese de conquistar troféus.

O avançado tem três anos de contrato para cumprir e, no imediato, está concentrado em ajudar a sua seleção a conquistar o Euro 2020. Kane estará decidido a resolver a sua situação mal acabe o torneio. O inglês sabe que o Tottenham não lhe vai facilitar a vida e que a sua eventual mudança para os vencedores da última Premier League terá de ser bem recompensada.