Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Revista de Imprensa

Dele Alli recusa criticar Mourinho, mesmo tendo ficado fora da seleção inglesa: "O único culpado sou eu"

O jogador inglês, habituado a fazer parte das convocatórias de Inglaterra, desta vez ficou a treinar sozinho em Portugal. Após muita controvérsia na relação com o antigo treinador no Tottenham, Alli recusa sacudir as culpas e diz mesmo que "foi muito bom trabalhar com Mourinho"

Tribuna Expresso

Visionhaus

Partilhar

Numa seleção inglesa carregada de talento como a que disputa o Euro 2020, seria de esperar que Dele Alli, menino bonito do Tottenham, lá estivesse. Ou não. Particularmente depois de muitos conflitos com José Mourinho, que não o colocava entre os titulares indiscutíveis e parecia embirrar com Alli. O talentoso futebolista quase não jogava com Mourinho, aparecendo em jogos da Taça de Inglaterra ou na Liga Europa.

No documentário sobre o Tottenham feito pela Amazon, “All or Nothing”, é visível a frustração do técnico português com a falta de empenho de Dele Alli nos treinos. No entanto, o jogador já veio dizer que não guarda rancor a Mourinho, fazendo questão de se culpabilizar pelos jogos perdidos e pelo facto de não estar a disputar o Euro 2020.

Ao site “Goal”, o jogador de 25 anos afirmou: “Eu devia estar a um nível em que seria difícil não me colocar na equipa. Não culpo ninguém a não ser eu próprio. Trabalhar com Mourinho foi uma grande experiência, com a qual aprendi imenso”.

Numa entrevista recente, Mourinho admitiu que os seus antigos jogadores poderão vê-lo como um “idiota” devido à maneira de ser direta, mas, aparentemente, o atacante do Tottenham não parece sentir qualquer tipo de inimizade para com o português. No documentário sobre o clube de Londres, Mourinho pode ser ouvido a dizer a David Levy, presidente do Tottenham, que Sir Alex Ferguson lhe sugeriu a contratação de Alli para o Manchester United, mas, desde que chegara aos Spurs, o técnico de Setúbal tinha ficado “pouco impressionado”.

Mourinho deixou o Tottenham e chegou Nuno Espírito Santo, também português. Talvez por isso Dele Alli tenha escolhido Portugal para treinar sozinho. Alli publicou nas redes sociais fotografias que o mostram a treinar de forma empenhada num local chamado “The Campus”, situado na Quinta do Lago, no Algarve.

Sobre a perspetiva de trabalhar com Nuno Espírito Santo, o inglês diz: “Ele fez um grande trabalho no Wolves. Estou ansioso por falar e trabalhar com ele. É um grande treinador e estes são tempos entusiasmantes”.