Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Cá vamos nós outra vez: Lewis Hamilton alvo de insultos racistas após vitória no GP da Grã-Bretanha

O campeão mundial em título voltou às vitórias e logo em casa. Numa corrida envolta em polémica após o acidente com Max Verstappen, o inglês cortou a meta em primeiro e reaproximou-se do líder do Mundial de Fórmula 1, que é precisamente o holandês. Verstappen não gostou de ver os festejos de Hamilton a partir do hospital e parece não ter sido o único. O inglês recebeu vários insultos racistas nas redes sociais

Tribuna Expresso

Dan Istitene - Formula 1

Partilhar

Antes, durante e, principalmente, após a vitória no GP da Grã-Bretanha, Lewis Hamilton recebeu várias mensagens de teor racista, que obrigaram a FIA e a equipa Mercedes a emitir um comunicado conjunto condenando a atitude. Os insultos surgiram sob a forma de emojis que mostravam macacos e gorilas.

A razão para os ataques parece prender-se acima de tudo com a controvérsia em volta de um acidente na primeira volta da corrida. Lewis Hamilton, campeão em título da F1, chocou com o atual líder do Mundial, o holandês Max Verstappen, com este a ser levado para o hospital por precaução.

Para alguns adeptos, a penalização atribuída a Hamilton não parece ter sido suficiente. O piloto de 36 anos, ativista antirracismo, foi “presenteado” com diversas mensagens nas redes sociais. E se, em muitos casos, as publicações defendiam o inglês, a verdade é que muitas outras usavam de forma inaceitável a galeria de bonecos à sua disposição para insultar o heptacampeão do mundo.

O jornal “Daily Mail” transcreveu um dos comentários que, diga-se, seria legítimo se não tivessem acrescentado um emoji no fim. “Eu era fã dele antes desta corrida! Muito mau, Sir Lewis Hamilton,” seguido da imagem de um gorila. Outro utilizador questionou a utilização da imagem no fim da frase mas não recebeu resposta.

O jornal inglês lembra que os abusos dirigidos a Hamilton chegam dias depois de os jogadores da seleção inglesa Bukayo Saka, Jadon Sancho e Marcus Rashford terem sido tratados da mesma forma, depois de terem falhado penáltis na final do Euro 2020.

  • Acidente, penalização, Hamilton. O mal de Verstappen foi o bem do heptacampeão
    Fórmula 1

    A oitava vitória caseira de Lewis Hamilton, em Silverstone, equivale à 99.º corrida conquistada na carreira do piloto britânico. Nem os 10 segundos de penalização por provocar um acidente a Max Verstappen, que tirou o holandês da prova e o obrigou a ir fazer exames a um hospital, impediu o heptacampeão mundial da Mercedes de voltar a celebrar esta temporada. E, de repente, Hamilton já só está a oito pontos de Verstappen