Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Revista de Imprensa

Rashford tem mais fãs do que críticos racistas. E agora tem um mural que fala por si: "A esperança vence o ódio"

O jovem do Manchester United foi um dos internacionais ingleses insultados nas redes sociais, depois da derrota com Itália nos penáltis, que atirou Inglaterra para fora do Euro. Rashford é um ativista antirracismo e confessou-se emocionado com o novo mural que lhe foi dedicado, a alguns quilómetros de um outro, vandalizado após a eliminação da seleção inglesa

Tribuna Expresso

Visionhaus

Partilhar

Marcus Rashford pronunciou-se de forma emotiva acerca do seu novo mural, em Manchester, que o motivou depois de uma fase má. Nas paredes de um pequeno edifício que serve de apoio a um campo comunitário de futebol, pode ler-se “A esperança bate o ódio”.

O novo mural de homenagem ao talentoso futebolista fica no Sul de Manchester tem também uma ligação que, com um telemóvel, permite ler as mensagens de apoio coladas por cima dos atos de vandalismo num outro mural, mais antigo, com o rosto do jogador.

O jornal inglês “The Guardian” reproduz a reação do futebolista, que garantiu que a nova obra de arte “reforçou a sua crença na força de uma comunidade” e admitiu a ambição de fazer com que mais pessoas se apercebam desse fenómeno.

A iniciativa foi comissionada pelo projeto Withington Walls, relacionado com arte urbana, e pela iniciativa Hope United, da BT (British Telecom). A apresentação oficial do mural decorrerá hoje, sexta-feira.

De acordo com Ed Wellard, cofundador da Withington Walls, o objetivo foi canalizar o sentimento de muitas mensagens como “Amor 1 – Ódio 0”. O novo mural foi “inicialmente pintado com um objetivo: celebrar o trabalho de Rashford contra a pobreza infantil” mas ganhou “um novo significado” e focou-se no “amor”.

A campanha vai contribuir também para ajudar o Kingsway Athletic FC na renovação das suas instalações. A equipa amadora tinha acabado de se mudar para um edifício em mau estado. Wellard descreveu o clube como “um ambiente de crescimento para as crianças do Sul de Manchester, como Marcus Rashford”.