Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Revista de Imprensa

Piqué e o Barça pós-Messi: “Quando perdes o melhor jogador da história, tens de ser realista. Falta unir as pessoas”

O defesa central do Barcelona admite que a vida se torna mais difícil quando se perde um jogador como Messi, indissociável do clube catalão. Piqué diz que alguns dos seus colegas do ataque vão ter de se adaptar para disfarçar a ausência do argentino em campo. Ainda assim, a saída vai ser inevitavelmente sentida

Tribuna Expresso

Soccrates Images

Partilhar

Em Espanha não se fala de outra coisa. Na Catalunha, vai-se interiorizando a ausência de Messi na fotografia de grupo do Barcelona 2021/22. É o tema de conversa inevitável, mais ainda se à nossa frente estiver alguém que partilhou o relvado com o argentino ao longo de tantos anos, como é o caso de Gerard Piqué.

O defesa central não nega as evidências: “Sabemos que perdemos uma peça muito importante”. Ainda assim, Piqué acredita que “a equipa há de crescer noutros aspetos” e que “há jogadores que vão ter de assumir outros papéis”. “No fim de tudo, somos obrigados a competir e a tentar ganhar,” assume o catalão.

“Quando se perde o melhor jogador da história tens de ser realista. Sabes que perdeste uma peça muito importante, sobretudo no ataque, alguém que gerava muitos golos e muitas assistências,” disse Piqué, citado pelo jornal “Marca”. “É um golpe anímico, sobretudo para os que estiveram muitos anos com ele,” admite o internacional espanhol.

Apesar de tudo, o defesa central mostra-se esperançoso de que o clube dê a volta: “Penso que a equipa vai adaptar-se. Há jogadores e talento, o que falta é unir as pessoas. (…) Somos o Barça e, no final, acabaremos por competir pelos títulos”.