Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Revista de Imprensa

Zaki Anwari, o internacional jovem afegão que morreu ao cair de um avião americano no aeroporto de Cabul

Tinha 19 anos e, até há pouco tempo, era apenas mais um futebolista ambicioso com chamadas às seleções jovens do Afeganistão. A tomada do poder pelos talibãs levou-o a ser mais um cidadão desesperado com um final triste

Tribuna Expresso

Partilhar

As autoridades afegãs confirmaram que um jovem futebolista caiu depois de tentar entrar num avião militar americano. No aeroporto de Cabul, Zaki Anwari, antigo internacional pelas seleções jovens do Afeganistão, foi mais um entre os milhares de afegãos desesperados que tentam diariamente fugir aos radicais que tomaram o poder no país. O jovem de 19 anos acabou por morrer nessa tentativa.

Os aviões ocidentais, maioritariamente americanos, têm resgatado muitos dos seus cidadãos que viviam em Cabul, mas também afegãos que colaboravam com organizações estrangeiras. As pistas do aeroporto têm sido invadidas por pessoas com medo do regime pouco tolerante dos talibãs. Muitas delas agarram-se ao impossível, como foi o caso de Zaki.

A Força Aérea dos EUA confirmou ter encontrado restos mortais no trem de aterragem de um dos seus aviões, depois de este ter aterrado no Qatar. Numa declaração feita no Facebook, a Direção Geral de Educação Física do Afeganistão homenageou Zaki Anwari. “Que ele descanse em paz e rezemos a Deus pela sua família, amigos e companheiros no desporto,” pode ler-se.

Também Aref Peyman, porta-voz do Comité Olímpico do Afeganistão, confirmou a morte do atleta que, diz, sonhava ser um dia jogador da equipa principal do país. "Ele era bom e paciente mas, tal como tantos jovens, viu a chegada dos Talibãs como o fim dos seus sonhos e oportunidades no desporto", sublinhou o responsável.