Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Revista de Imprensa

Vem aí Messi? Reims vendeu 20.546 bilhetes há mais de 10 dias e bateu recorde de pedidos de acreditação para jornalistas

O PSG, que até perdeu a Supertaça com o Lille, já venceu as três primeiras jornadas da Ligue 1: Troyes (2-1), Estrasburgo (4-2) e Brest (4-2). Sergio Ramos, Gigi Donnarumma e Lionel Messi ainda não sabem o que é jogar com a camisola do PSG. O brasileiro Neymar também ainda não contou para Mauricio Pochettino

Tribuna Expresso

Aurelien Meunier - PSG

Partilhar

A agonia de muitos, que dura já há 45 dias, está perto do fim. Lionel Messi está muito perto de voltar a um relvado de futebol para fazer as coisas que a sua canhota faz. Ainda que não seja oficial, o Reims-PSG, de domingo, poderá mesmo mostrar pela primeira vez o futebolista argentino.

O Reims já deu conta que vendeu os 20.546 bilhetes há mais de 10 dias, algo pouco usual, escreve o “Olé”. Mas também os jornalistas vão marcar presença em peso e isso normalmente sugere um acontecimento importante. Serão porventura mais de 120 jornalistas no estádio, nomeadamente estrangeiros e sobretudo, claro, argentinos.

“O recorde de jornalistas para um jogo do Reims foi alcançado a 2 de março de 2013”, contou, nas últimas horas, Alexandre Audabram, do sindicado de imprensa da União de Jornalistas de Desporto de França. “[David] Beckham jogava o seu terceiro jogo com o PSG, também estava [Zlatan] Ibrahimovic, e nesse dia eram 113 [jornalistas], com fotógrafos incluídos.”

O PSG, que até perdeu a Supertaça com o Lille, venceu as três primeiras jornadas da Ligue 1: Troyes (2-1), Estrasburgo (4-2) e Brest (4-2). Sergio Ramos, Gigi Donnarumma e Lionel Messi ainda não sabem o que é jogar com a camisola do PSG. O brasileiro Neymar também ainda não contou para Mauricio Pochettino.

  • O futebol com Messi
    Futebol internacional

    A saída de Lionel Messi do Barça, que se arruinou com ele, e a ida para o PSG, um de dois clubes possíveis por terem um acionista que injeta dinheiro, mostram para onde o futebol se está a virar