Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Revista de Imprensa

Morreu Jean-Pierre Adams, o antigo internacional francês que estava em coma desde 1982

Adams finalmente cedeu a um estado comatoso que durava há 39 anos. Aos 73 anos, o antigo defesa que jogou diversas vezes pela seleção de França nos anos 70, morreu num hospital de Nîmes. Em 1982, entrou em coma devido a um erro na quantidade de anestésico que lhe deram. Ia ser operado ao joelho

Carlos Luís Ramalhão

Partilhar

Jean-Pierre Adams, antigo jogador do Nîmes, do Nice e do PSG, além da seleção francesa, deixou o coma de 39 anos e virou-se para dentro, dando eterno descanso às suas funções vitais. O defesa deu nas vistas nos anos 70, quando formou com Marius Trésor uma dupla histórica de centrais.

Foi uma aparentemente simples cirurgia ao joelho que colocou Adams em estado de coma. Isto porque alguém se enganou na anestesia. Até ao fim, Jean-Pierre teve ao seu lado Bernadette, com quem era casado. Aliás, já este ano, a incansável companheira do ex-jogador tinha sido citada pelo inglês “The Sun”, recusando-se a desistir do marido. Jean-Pierre passou os últimos anos da sua vida em casa, tendo Bernadette como cuidadora.

Adams, nascido no Senegal, tem dois filhos, também eles dedicados ao pai. Segundo Bernadette, Jean-Pierre nunca deixou de receber presentes da família e dos amigos em todos os Natais e aniversários das últimas (quase) quatro décadas.

Quanto ao excesso de anestesia que o projetou para o estado vegetativo, os funcionários do hospital em causa acabaram por ser condenados por negligência, suspensos (durante um mês, uma minúscula parte dos 39 anos que Adams passou em coma) e obrigados a pagar uma multa de 750 euros.