Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Revista de Imprensa

Wayne Rooney não vai poder assistir ao regresso de Cristiano Ronaldo. "É o meu dia de folga e os meus dois filhos têm jogos"

Conhecem-se bem e até se darão muito bem. Wayne Rooney treina o Derby County com um olho de adepto no Manchester United. O regresso de CR7 ao Teatro dos Sonhos deixa o inglês muito satisfeito, embora lamente não poder ver ao vivo o antigo companheiro de equipa

Tribuna Expresso

Bons velhos amigos: Cristiano Ronaldo, Wayne Rooney e Nani

Alex Livesey

Partilhar

Viveram momentos de glória no Manchester United de Sir Alex Ferguson. Os tempos são outros, o campeão inglês mora ali ao lado e a história está a ser feita de outra forma. Depois do reinado dos red devils, são os grandes rivais do City a vencer troféus – embora não todos – e não será Cristiano Ronaldo sozinho a recolocar o United no lugar a que estava habituado. Rooney não poderá dar uma ajuda, nem no relvado, onde apenas orienta, nem nas bancadas porque, apesar do amor ao futebol, há filhos que precisam de boleia para os respetivos compromissos.

Não é o facto de não poder assistir ao jogo no estádio que anula o entusiasmo do antigo avançado com o regresso de Cristiano Ronaldo. Em declarações à rádio inglesa TalkSport, depois de fazer uma piada à pai de família ("Não vou ver o jogo. É o meu dia de folga e os meus dois filhos têm jogos. Vou ser taxista no sábado"), Wayne Rooney elogiou Ronaldo: “Ainda é um dos melhor jogadores do mundo. Pode ter um impacto brutal na nossa liga”.

Rooney crê que CR7 poderá levar o Manchester United mais longe, num clube que não é campeão desde que Sir Alex Ferguson deixou o comando técnico da equipa. “Creio que está finalmente pronto para lutar pelo título, este ano tem de ser. Ronaldo vai ter muitos bons momentos e vai marcar muitos golos,” afirmou o inglês como se tivesse uma bola de cristal à sua frente.

O técnico do Derby County fez questão de lembrar a Ronaldo que a Premier League é muito diferente da Série A e da La Liga. “Ele sabe que não será tão simples. [A Premier League] é uma liga física, mas ele sabe isso. Estou certo de que está preparado,” declarou o melhor marcador de sempre do Manchester United.