Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Revista de Imprensa

Sir Alex Ferguson “não podia imaginar Cristiano Ronaldo no City” e tomou “medidas para assegurar” o regresso ao United

O mítico treinador do Manchester United permanece ligado ao clube, sendo um dos seus mais prestigiados embaixadores. Foi ele que, em 2003, levou o miúdo madeirense para Old Trafford e foi também ele decisivo no regresso ao sítio a que o próprio CR7 chama "casa"

Tribuna Expresso

Memórias da primeira passagem por Old Trafford

John Peters

Partilhar

Sir Alex Ferguson foi decisivo para o regresso de Ronaldo a Old Trafford. O próprio ex-técnico admite que não gostou de ver o português associado ao Manchester City. “Muita gente desempenhou o seu papel para que Ronaldo regressasse. Eu contribuí por saber que Cristiano queria vir. Funcionou muito bem,” contou Ferguson à plataforma de streaming “Viaplay”.

“É emocionante para mim e um alívio porque não conseguia imaginá-lo a jogar pelo Manchester City,” admitiu Sir Alex. O antigo treinador, responsável pela primeira contratação do jogador português, mantém uma boa relação com Cristiano Ronaldo. “Tomámos medidas para nos assegurarmos de que vinha para aqui. O clube seguiu-o muito bem e eu falei com os Glazer (donos do clube) e concretizou-se,” contou o escocês.

A frase feliz de Ronaldo (“Não vim para passar férias”) caiu bem nos adeptos que já gastaram mais de 300 milhões de euros, fruto das camisolas com o número 7 que compraram. O primeiro jogo da segunda vida de CR7 em Manchester mostrou o que o português queria dizer. No 4-1 ao Newcastle, o capitão da seleção nacional marcou dois golos. Para Ferguson, isso nem foi o mais importante: “Creio que terá impacto nos jogadores jovens em particular, tem a experiência para lidar com estas situações”.