Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Revista de Imprensa

O jogo entre Leicester e Nápoles acabou mal nas bancadas. "Ultras" italianos envolveram-se em confrontos com a polícia inglesa

Apesar de o Nápoles ter recuperado de uma desvantagem de dois golos, conquistando um precioso ponto no Estádio King Power, em Leicester, a claque mais agressiva dos italianos escolheu festejar com a polícia inglesa, arrancando cadeiras e envolvendo-se em confrontos

Tribuna Expresso

James Williamson - AMA

Partilhar

A claque “ultra” do Nápoles quis desequilibrar o jogo – que terminou empatado 2-2 — a favor do Leicester atirando cadeiras ao ar e envolvendo-se em confrontos com a polícia inglesa. As autoridades tiveram dificuldade em controlar os adeptos italianos e haverá certamente consequências para o clube siciliano.

O histórico clube italiano até tinha estado a perder por dois golos e conseguiu, nos últimos minutos, empatar a partida a contar para a Liga Europa. Entretanto, o Leicester tinha visto um dos seus jogadores ser expulso (Wilfred Ndidi), o que ajudou a galvanizar o Nápoles.

De acordo com o “Daily Mail”, o clima nas bancadas foi aumentando a intensidade ao longo do jogo, com os fãs de ambos os clubes a recorrerem a palavras e gestos que os levou a desinteressarem-se pelo que se passava no relvado. O apito final foi apenas o tiro de partida para a selvajaria total, com as autoridades a criarem uma barreira entre italianos e ingleses.

Apesar de ambas as claques terem intervindo, após o fim do jogo, foi do lado napolitano que a coisa se tornou ainda mais feia. No entanto, existem relatos de confrontos entre adeptos de ambos os clubes ainda antes da entrada no estádio, com maior relevância para os “ultras” italianos.

O “Daily Mail” relata a existência de imagens que mostram apoiantes das duas equipas a atirarem garrafas de plástico e outros objetos, com alguns dos intervenientes a usarem cintos como armas. Já no King Power, o Leicester pediu aos seus adeptos que deixassem as bancadas mal o jogo terminasse, para que as autoridades pudessem conter os fervorosos forasteiros.