Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Revista de Imprensa

“Com esta forma de jogar, o Brasil vai ser atropelado”: Romário não está feliz com Tite e sugere novo selecionador

Apesar das oito vitórias em oito jogos no apuramento para o Catar 2022, Romário sugeriu um nome para substituir o selecionador da seleção canarinha. E porquê? "Principalmente pelos resultados negativos que a seleção vem adquirindo quando pega seleções iguais, pouco melhores ou muito melhores. A seleção tem apresentado um futebol muito ruim. Tecnicamente falando, péssimo. E taticamente, então, nem se fala"

Tribuna Expresso

MAURICIO LIMA

Partilhar

Passou despercebido em 1990, foi rei em 1994, uma lesão retirou-o à última da hora do França 1998 e, ausente da convocatória de Felipão, foi a gasolina que regou a polémica e insatisfação popular em 2002. Romário foi um dos maiores futebolistas da história do futebol e, para além da genialidade no relvado, fora dele costuma ter opiniões fortes. Desta vez, visou Tite.

Romário de Souza Faria, com passagens por clubes como Vasco, PSV, Barcelona, Valência e Flamengo, declarou que já não apoia a continuidade do selecionador brasileiro e questiona se dará tempo para mudar antes do Campeonato do Mundo, que acontece no final de 2022, apesar de o Brasil liderar o apuramento para o próximo Mundial com oito vitórias em oito jogos.

E porquê? “Principalmente pelos resultados negativos que a seleção vem adquirindo quando pega seleções iguais, pouco melhores ou muito melhores. A seleção tem apresentado um futebol muito ruim. Tecnicamente falando, péssimo. E taticamente, então, nem se fala”, comentou o ex-avançado, citado pelo “Globoesporte”.

Romário foi campeão do mundo em 1994

Romário foi campeão do mundo em 1994

Lutz Bongarts

E continuou: “A gente tem que ter sempre esperança, e eu terei sempre, a gente vai torcer para o Brasil ser campeão no ano que vem para não passar esse ciclo de novo de 24 anos sem ser campeão, mas vai ser difícil com essa equipa que está aí. Com esta forma de jogar, o Brasil vai ser atropelado. Tomara que eu esteja enganado”.

Romário defende que o sucessor deveria ser Renato Gaúcho, o atual treinador do Flamengo, pois tem sido o que “mais tem demonstrado resultados positivos”, explicou. “Tive a oportunidade de trabalhar com ele no início da carreira dele, era um Renato diferente de hoje. Hoje é muito mais ousado, definitivamente entendeu como é o futebol moderno”, garantiu ainda o atual senador do Rio de Janeiro.

As críticas a Tite não são de hoje. Em julho, Romário até pedia Pep Guardiola para o banco da seleção canarinha. Para o justificar, explicava os problemas com que se deparava o melhor jogador da equipa.

“Temos grandes jogadores? Temos. Mas a forma de jogar da seleção é muito estranha. E, para mim, isso atrapalha muito o estilo de jogo do Neymar. A nossa seleção fica muito dependente dele. O Neymar tem todas as características que um grande craque pode ter: finaliza, posiciona-se bem e participa bastante no jogo. Mas no futebol atual não há condições para um jogador fazer a diferença sozinho, se não tiver o apoio de mais dois ou três”, defendeu então.

O próximo Campeonato do Mundo, no Catar, vai decorrer entre 21 de novembro e 18 de dezembro.