Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Revista de Imprensa

Jesse Lingard: “Às vezes, olhava para o telemóvel e tinha uma videochamada de Mourinho. Assim do nada, só para saber como estava”

Atormentado por lesões, Lingard acabou por ser emprestado ao West Ham, onde fez uma época positiva que lhe valeu a chamada de regresso a Old Trafford. Companheiro de equipa de Ronaldo e Bruno Fernandes, o internacional inglês recorda ainda os tempos de Mourinho em Manchester

Tribuna Expresso

Jesse Lingard entre portugueses no Manchester United

Julian Finney/Getty

Partilhar

O internacional inglês Jesse Lingard, nascido e crescido para o futebol no Manchester United, acumula já algumas histórias com portugueses. Foi treinado por José Mourinho, com quem garante ter tido sempre uma “boa relação no geral”, joga com Ronaldo, Dalot e Bruno Fernandes, e mantém com este último uma camaradagem especial.

Depois da ascensão ao estrelato, Lingard viveu dias complicados em Old Trafford. Ao portal “The Players’ Tribune”, o talentoso jogador recupera os dias negros que viveu, principalmente após o Mundial 2018, com as lesões que o atormentaram. “Logo no início da época 2018/19 lesionei-me na virilha. (…) Não conseguia correr. (…) Não conseguia jogar nem treinar,” confessa Lingard.

O seu treinador de então era José Mourinho. “Ele não gostava nada de ter os seus jogadores lesionados. Nem queria saber,” confessa o futebolista, que acrescentou: “Antes de todas as lesões, [Mourinho] confiou em mim, colocou-me em jogos importantes”. Lingard conta que o treinador português procurava ter uma boa relação pessoal com todos os seus jogadores: “Às vezes, eu olhava para o telemóvel e tinha um FaceTime dele. Assim do nada, só para saber como estava. No início achei estranho. Ele ligava e dizia apenas 'Jesse, como estás?’ Mostra o quanto ele se preocupava connosco”.

O internacional inglês confessa que, mesmo depois de recuperar, sentiu-se psicologicamente afetado: “Não conseguia voltar ao que era. Tive problemas tanto do ponto de vista mental como do físico. (…) Os jogos passavam e parecia que eu não estava lá. Era um fantasma”. Foi nessa altura que Bruno Fernandes se tornou mais próximo de Lingard. “Um dia, veio falar comigo antes de um jogo e disse ‘hoje quero ver o Jesse Lingard que conheço’”.

O empréstimo ao West Ham permitiu ao jogador britânico uma nova perspetiva. Uma época de boas exibições fez com que Solskjaer o fizesse regressar a casa. Bruno Fernandes continuou a ser importante no apoio a Lingard: “Falou de mim como sendo o melhor jogador da Premier League. (…) Isto vindo do Bruno! Adoro-o. Estava sempre a enviar-me mensagens de apoio enquanto estive emprestado”. Lentamente, Jesse Lingard vai-se reencontrando com o futebol a que habituou os adeptos ingleses, em particular os do Manchester United.